07:34 02 Agosto 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    0 42
    Nos siga no

    A mídia norte-americana refere que o nível de violência disparou em Nova York na primeira metade de 2021, o número de mortes em Chicago também cresceu significativamente.

    Pelo menos 150 pessoas morreram em mais de 400 incidentes com tiroteios durante o fim de semana nos EUA, informou na terça-feira (6) a emissora CNN.

    Citando dados do Arquivo de Violência Armada, uma ONG que publica estatísticas sobre incidentes de violência armada no país norte-americano, a mídia cita que em Nova York, onde a violência com armas de fogo está agora "em níveis mais altos em anos", 26 pessoas foram baleadas durante esses três dias e 83 em Chicago, das quais 14 morreram.

    O nível de violência armada na primeira metade de 2021 aumentou quase 40% em Nova York relativamente ao período homólogo de 2020. Em Chicago, por sua vez, a taxa de homicídios na primeira metade de 2021 caiu 2% relativamente ao período homólogo de 2020, mas ao mesmo tempo o número de mortes aumentou 14%.

    Incidentes com tiroteio também ocorreram durante o fim de semana em outros estados, incluindo Texas, Virgínia e Ohio.

    Os EUA comemoram anualmente o Dia da Independência, que este ano ocorreu no domingo (4). Tratou-se do 245º aniversário da Declaração de Independência de 1776, quando rebeldes nas colónias britânicas da América do Norte anunciaram sua secessão do Império Britânico, um ano depois da luta começar. Em 1783, o Reino Unido reconheceu oficialmente a independência dos EUA, então compostos por 13 estados na costa oriental.

    As vendas de armas de fogo nos EUA aumentaram 18% no primeiro trimestre de 2021 em comparação com o mesmo período de 2020, relatou o portal The Trace, em meio à pandemia e violência crescente no país, assim como aumentaram os incidentes com tiroteio.

    Em junho, a Casa Branca lançou uma estratégia para enfrentar a violência armada e o crime nos EUA. Joe Biden, presidente norte-americano, comentou que o "aumento dramático dos atos de violência armada" no último ano e meio era "inaceitável", e que a administração pretende desenvolver uma abordagem pangovernamental nesta área.

    Mais:

    Base da Força Aérea dos EUA no Texas é fechada devido a tiroteio (FOTO)
    Juiz revoga proibição de posse de armas de assalto na Califórnia que esteve em vigor durante 32 anos
    Tiroteio em clube nos EUA deixa 2 pessoas mortas e mais de 20 feridas
    EUA: Suprema Corte decidirá sobre posse de armas de fogo na rua
    Tags:
    Ohio, Virgínia, Texas, Nova York, Chicago, ONG, CNN, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar