06:19 16 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    471
    Nos siga no

    Nesta sexta-feira (21), o Ministério das Relações Exteriores russo informou que o cessar-fogo entre Israel e Palestina é um passo importante, mas insuficiente. Segundo a chancelaria, Israel ainda não está pronto para negociações diretas com Palestina.

    Moscou acolhe com satisfação o cessar-fogo entre Israel e Palestina, aprovado na noite de quinta-feira (20), revelou durante briefing a representante oficial do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova.

    Zakharova afirmou que, desde o início da crise, o chanceler russo, Sergei Lavrov, esteve em contato com os principais parceiros na região. Além disso, para resolução da crise foi envolvido o Quarteto do Oriente Médio, composto por ONU, União Europeia, Rússia e EUA.

    "Os esforços empenhados resultaram na interrupção de conflito sangrento que tirou a vida de 230 palestinos, incluindo 52 crianças, e também de 12 cidadãos israelenses. Expressamos nossas condolências às famílias dos mortos e feridos. Destacamos a missão de mediação do governo da República Árabe do Egito. A Organização das Nações Unidas, inclusive o coordenador espacial da ONU para o processo de paz no Oriente Médio [Tor] Wennesland, deu importante contribuição para o fim da guerra", conforme Zakharova.

    O cessar-fogo entre Israel e Palestina é um passo importante, mas insuficiente, revelou a representante do MRE russo, sublinhando a necessidade de negociações diretas israelo-palestinas.

    "Para evitar uma subsequente espiral de violência, foi dado um passo importante, mas insuficiente. Nesta etapa, para impedir a repetição de confronto armado, tanto internacional como regional, é preciso focar os esforços na criação de condições apropriadas para reinício de negociações diretas políticas entre os israelenses e palestinos destinadas a resolver questões fundamentais do status definido com base na resolução da ONU e nos princípios das duas nações", segundo Zakharova.

    A Rússia exorta os parceiros a continuarem a cooperação pela recuperação do diálogo entre Palestina e Israel. Para estabilidade em todo o Oriente Médio, é importante resolver a questão palestina, afirmou a representante do MRE russo.

    Segundo a diplomata, a proposta russa de que as negociações entre os líderes de Israel e Palestina sejam realizadas em seu território continua valendo, mas Israel não está pronto para isso agora. Nenhum dos membros do Quarteto do Oriente Médio é contra a iniciativa russa, informou Zakharova.

    "Gostaria de confirmar mais uma vez o que falou o governo russo – permanece válida a proposta russa de realizar no território do nosso país as negociações diretas entre os líderes de Israel e Palestina sem condições preliminares. Os palestinos declararam várias vezes sua prontidão para tal contato, e os israelenses ainda não decidiram", conforme Zakharova.

    A diplomata afirmou que, aparentemente, Israel "não está pronto para um diálogo direto com a administração nacional palestina".

    Mais:

    Com cessar-fogo acordado com Israel, China fornecerá ajuda humanitária à Palestina o quanto antes
    Abatido nesta semana, drone armado com explosivos era do Irã, afirma Netanyahu
    'Netanyahu não fez o que deveria ter feito para levar Israel à paz', diz ex-primeiro-ministro
    'Oportunidade genuína': Biden comemora cessar-fogo entre Israel e Hamas e elogia papel do Egito
    Tags:
    Ministério das Relações Exteriores, negociações, cessar-fogo, Palestina, Israel, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar