01:54 01 Março 2021
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    Por
    2155
    Nos siga no

    Defesa de Robson comemora sentença proferida por juíza na Rússia. Robson foi condenado por contrabando e tentativa de tráfico de drogas ao trazer remédio para sogro do seu ex-patrão, o volante Fernando.

    Nesta quarta-feira (9), o julgamento de primeira instância na Rússia condenou Robson Nascimento de Oliveira, ex-motorista do jogador Fernando Lucas Martins, a pena mínima de três anos de prisão por contrabando e tentativa de tráfico de drogas. 

    Robson foi detido no aeroporto internacional de Moscou quando agentes de segurança encontraram caixas do remédio Mytedom 10mg em uma das malas do brasileiro. O composto do medicamento, cloridrato de metadona, é proibido na Rússia.

    A defesa de Robson alega que a bagagem era da família do ex-volante da seleção brasileira e atual jogador do Beijing Guoan, Fernando Lucas Martins, para quem Robson trabalhava.

    "Essa sentença vai entrar para a história", disse o advogado de Robson, Pavel Gerasimov, à Sputnik Brasil. "É a primeira vez na história da Rússia que a pena mínima é concedida nesses casos."

    Como Robson já cumpriu um ano e nove meses de prisão na detenção de Kashira, na Rússia, a defesa acredita que ele poderá ser libertado em até um ano e meio.

    Tribunal Consitucional da Rússia
    © Sputnik / Aleksei Danichev
    Tribunal Consitucional da Rússia

    "Caso essa condenação entre em vigor [...] em junho do ano que vem poderemos entrar com um pedido de liberdade condicional, se Robson se portar bem na prisão", explicou Gerasimov.

    Segundo ele, a procuradoria russa, que havia pedido 12 anos de prisão para Robson, deve apelar para sentença e solicitar uma pena mais dura contra o brasileiro.

    Os crimes de contrabando e tráfico são punidos severamente na Rússia. Cenários pessimistas apontavam que Robson poderia pegar até 25 anos de prisão.

    Visitante leva produtos para detentos de prisão na capital russa, Moscou (foto de arquivo)
    © Sputnik / Kirill Kallinikov
    Visitante leva produtos para detentos de prisão na capital russa, Moscou (foto de arquivo)

    "Mas a defesa conseguiu provar a particularidade desse caso", disse o advogado. Na condição de contratado do jogador Fernando, Robson sequer tinha conhecimento de que o remédio proibido estava na sua bagagem.

    "Robson chorou de alegria, ficou muito emocionado quando se deu conta do que tinha acontecido, eu também sinto alívio e alegria com o fato de que ele poderá voltar para casa, para junto dos seus entes queridos", comemorou Gerasimov.

    Transferência para o Brasil

    De acordo com o advogado de Robson no Brasil, Olímpio da Silva Soares, a defesa também trabalha com a possibilidade de solicitar que o réu cumpra o restante da pena no Brasil.

    "Como aqui não é crime [posse de cloridrato de metadona], nós vamos entrar com um habeas corpus, um pedido de liberdade, enfim, vamos colocá-lo em liberdade aqui no Brasil. Nossa estratégia é essa", disse Soares à Sputnik Brasil.

    No entanto, pedidos de transferência de Robson só devem ser iniciados quando a sentença do brasileiro for definitiva, terminada a fase de recursos na Rússia.

    O caso gerou comoção no Brasil, com o próprio presidente Jair Bolsonaro indicando que pediria ao seu homólogo russo, Vladimir Putin, que perdoasse Robson.

    Jogadores de futebol, como o atacante Richarlison Andrade, não esconderam sua frustração com a falta de apoio que Robson vem recebendo de seu ex-patrão, o volante Fernando.

    Apesar das alegações do volante de que enviaria dinheiro para a defesa de Robson, os advogados de Robson em Moscou negam terem recebido apoio financeiro do jogador.

    "Não temos relações financeiras com o Fernando [...], não trabalhamos com ele e ele não é nosso cliente de fato", disse Gerasimov. "O dinheiro que ele deveria ter enviado para nós no início do processo, nunca recebemos."

    Em nota enviada à Sputnik Brasil, a assessoria de imprensa da sogra de Fernando, Sibele Rivoredo, expressou satisfação com o resultado do julgamento em primeira instância de Robson.

    O jogador Fernando, durante sua passagem pelo time russo Spartak (foto de arquivo)
    © Sputnik / Aleksei Philippov
    O jogador Fernando, durante sua passagem pelo time russo Spartak (foto de arquivo)

    "Ficamos com a esperança de que, com a sentença, a liberdade do Robson seja conquistada o quanto antes por meio da relação diplomática entre os governos do Brasil e da Rússia", diz a nota.

    Robson do Nascimento Oliveira, de 48 anos, está detido há um ano e meio no presídio de Kashira, na Rússia, acusado de tentativa de tráfico ilegal de drogas e contrabando.

    Mais:

    Suspeito por ataque contra Porta dos Fundos é preso na Rússia
    'Só você pode salvar a vida dele': Snowden pede que Trump perdoe Assange
    Marcelo Freixo: prisão de Robson Oliveira na Rússia não é ilegal, mas é injusta
    Tags:
    Vladimir Putin, Jair Bolsonaro, Brasil, Rússia, justiça, remédios, contrabando, tráfico, futebol
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar