05:02 31 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    Coronavírus no mundo em meados de agosto (58)
    372
    Nos siga no

    A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou nesta quinta-feira (13) que não tem informações suficientes para tomar uma decisão sobre a expansão do uso da vacina recém-registrada na Rússia contra a COVID-19.

    O diretor-geral assistente da OMS, Bruce Aylward, declarou que a organização está em contato com a Rússia para obter detalhes adicionais sobre o produto.

    "Acho que houve uma questão específica sobre se veríamos ou não a OMS expandindo o uso dessa [vacina contra COVID-19 da Rússia], não temos informações suficientes neste momento para fazer um julgamento sobre isso, e estamos conversando no momento com a Rússia para obter informações adicionais e entender o status de seus produtos, os testes que foram realizados e quais seriam os próximos passos", disse Aylward.

    No início da semana, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, anunciou o registro da primeira vacina contra o coronavírus, desenvolvida pelo Centro Nacional de Pesquisa de Epidemiologia e Microbiologia Gamaleya. As autoridades russas estão atualmente em negociações com vários países para fechar acordos de produção e distribuição.

    A Rússia assinou na última quarta-feira (12) um acordo com o governo do Paraná para a produção da vacina Sputnik V e sua distribuição no Brasil.

    Tema:
    Coronavírus no mundo em meados de agosto (58)

    Mais:

    Sputnik V: como Rússia desenvolveu a vacina contra COVID-19 tão rápido e quem poderá tomá-la?
    Filipinas poderiam testar vacina russa em 2021, revela porta-voz de Duterte
    Cético com Sputnik V, ministro alemão prevê que vacina contra COVID-19 estará pronta em 2021
    Tags:
    novo coronavírus, COVID-19, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar