07:19 31 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    Avanço da pandemia de COVID-19 em meados de maio (112)
    2120
    Nos siga no

    Serviço Federal de Vigilância na Área da Saúde da Rússia (Roszdravnadzor) aprovou um teste para coronavírus ultrapreciso, permitindo de imediato sua produção em massa. O teste apresentou precisão de 96-100% em todas as fases.

    Roszdravnadzor registrou um teste ultrapreciso para detecção do novo coronavírus apresentado pela empresa TestGen, viabilizando sua produção em massa. O teste dá resultado em apenas duas horas.

    "A capacidade de produção da empresa e a existência da certificação GOST ISO 13485 nos permitem produzir até 50 mil testes por dia em uma fase inicial, e no futuro, até dois milhões por mês", afirmou à Sputnik Andrei Toropovsky, diretor-geral da TestGen.

    "A TestGen disponibilizará toda a assistência necessária e entregará sistemas de teste em qualquer região da Rússia. Para entrar no mercado externo, estamos nos preparando para obter a marcação europeia CE para o sistema de testes", acrescentou Toropovsky.

    Os cientistas da TestGen lograram desenvolver o sistema de teste CoV-2-Test em apenas um mês, por encomenda da Genext Ltda. O teste detecta a presença ou ausência do RNA do SARS-CoV-2 até mesmo nos estágios iniciais e com uma alta precisão de mais de 96%.

    Funcionário do Ministério para Situações de Emergência da Rússia desinfecta uma das passagens da estação de metrô Kievskaya
    © Sputnik / Mikhail Voskresensky
    Funcionário do Ministério para Situações de Emergência da Rússia desinfecta uma das passagens da estação de metrô Kievskaya

    O teste é baseado no método da transcrição reversa seguida de reação em cadeia da polimerase (RT-PCR, na sigla em inglês), recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como a forma mais precisa e confiável de diagnóstico de infecção viral.

    O desenvolvimento do sistema de testes levou em conta, entre outras, as recomendações da Administração de Alimentos e Medicamentos (FDA, na sigla em inglês) dos Estados Unidos.

    O teste pode detectar a doença no período de incubação e nos estágios mais precoces, tendo passado com sucesso nos ensaios clínicos da Direção-Geral de Higiene e Epidemiologia da Agência Federal de Medicina e Biologia da Rússia (FGBUZ, na sigla em russo).

    Os testes mostraram uma precisão de 96-100% durante a análise em todas as suas etapas, com uma concentração a partir de 500 cópias do vírus em um mililitro de biomaterial.

    Tema:
    Avanço da pandemia de COVID-19 em meados de maio (112)

    Mais:

    'Super-humanos': bióloga explica quem desenvolve imunidade ao coronavírus
    Canadá seguirá com testes e desenvolvimento de vacina chinesa contra COVID-19, diz agência
    Dengue assola Argentina em meio à pandemia da COVID-19
    Tags:
    teste, Rússia, COVID-19, novo coronavírus, pandemia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar