00:53 12 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    6441
    Nos siga no

    Washington tenta usar alegações de que "satélite espião" russo estaria perseguindo um satélite de reconhecimento norte-americano para justificar o uso de armas no espaço sideral, declarou o Ministério das Relações Exteriores da Rússia, nesta segunda-feira (17).

    Funcionários do governo norte-americano recentemente fizeram alegações de que o satélite russo Kosmos-2542 estaria realizando movimentos suspeitos. Segundo eles, o satélite teria feito manobras para se aproximar de um satélite de reconhecimento dos EUA, o USA 245, no final de janeiro.

    "Gostaríamos de reiterar que o movimento do nosso satélite não colocou o satélite norte-americano em risco e, principalmente, não violou nenhum princípio ou norma de direito internacional", disse o ministério.

    "Essa é uma medida provocatória, por meio da qual os EUA querem justificar seus planos de enviar armas para o espaço, passando a responsabilidade de desestabilizar a situação de segurança sideral para os outros", declarou o MRE russo.

    O ministério ainda enfatizou que os planos dos EUA de militarização do espaço irão causar danos irreparáveis ao sistema de segurança espacial existente.

    Mais:

    Militarização do Espaço pode levar a novos conflitos, argumentam especialistas
    Como responderia Rússia à militarização do espaço pelos EUA?
    Macron anuncia criação de 'Força Espacial' francesa e aumenta militarização do espaço
    Tags:
    satélite espião, espião, satélites, Espaço
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar