13:19 21 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    121711
    Nos siga no

    Através dos canais diplomáticos, as autoridades dos EUA expressaram preocupação a Moscou por satélites russos estarem supostamente espionando aparelhos espaciais norte-americanos.

    O general norte-americano John Raymond, comandante da recentemente criada Força Espacial dos EUA, declarou, durante uma entrevista à revista Time, que dois satélites russos, o Cosmos 2542 e Cosmos 2543, estariam espionando equipamentos espaciais norte-americanos.

    O satélite norte-americano em questão é o USA 245, também conhecido como KH-11, que registra imagens de alta qualidade de instalações militares secretas de adversários dos EUA, indicou a publicação.

    "Vemos este comportamento como incomum e preocupante", declarou Raymond, acrescentando que as ações do satélite russo têm "potencial para criar uma situação perigosa no espaço". As autoridades norte-americanas expressaram preocupação a Moscou devido ao ocorrido, através de canais diplomáticos, disse o militar.

    Não foi somente Raymond a se pronunciar sobre o tema. O general francês André Lanata salientou que, até o momento, "o espaço era considerado por todos um local seguro", mas que o panorama mudou.

    A publicação norte-americana relatou que, durante sua missão, os satélites russos podem captar imagens de alta resolução de aparelhos espaciais norte-americanos. Além disso, a Time argumentou que, mesmo que os satélites russos estejam envolvidos em episódios de espionagem, esta atividade não representa uma violação de acordos internacionais, devido à falta de convênios vinculativos neste âmbito, mas cria "um jogo de gato e rato no espaço".

    Mais:

    Tecnologia alienígena seria usada pela Força Espacial dos EUA, segundo conspiracionista
    Plano dos EUA de criar força militar espacial suscita preocupação na China
    Rússia: acusações finais contra ex-fuzileiro dos EUA suspeito de espionagem são apresentadas
    Tags:
    Espaço, Rússia, Estados Unidos, satélite, espionagem
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar