15:11 03 Abril 2020
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    11200
    Nos siga no

    Washington continua sabotando a presença de diplomatas russos na ONU, recusando-se a fornecer vistos a eles, fato que é ignorado pelo secretário-geral da organização, António Guterres, declarou a porta-voz da chancelaria russa.

    "É notável que tudo isto esteja acontecendo com a clara conivência do secretário-geral da ONU, António Guterres, que de fato ignora a violação pelos EUA da Carta e do Acordo sobre a localização da sede das Nações Unidas", ressaltou a diplomata russa Maria Zakharova em comunicado ministerial.

    Zakharova disse que os vistos de muitos cidadãos russos, que trabalham nos escritórios da ONU em Nova York, "não foram prorrogados", forçando-os assim a terminar seu contrato e retornar à Rússia.

    A porta-voz também sublinhou que devido a este "recurso administrativo" de caráter duvidoso, os americanos na realidade se dedicam a uma "concorrência desleal" que tem como objetivo "tirar os russos dos postos", o que é de interesse da Casa Branca para "colocar lá os seus próprios militares".

    Anteriormente, o Ministério das Relações Exteriores da Rússia ameaçou iniciar um processo pela mudança da sede da ONU após a recusa dos EUA em conceder vistos a 10 membros da delegação russa na Assembleia Geral da ONU.

    O edifício do Ministério das Relações Exteriores da Rússia em Moscou.
    © Sputnik / Vladimir Vyatkin
    O edifício do Ministério das Relações Exteriores da Rússia em Moscou.

    O chanceler russo Sergei Lavrov alertou que Moscou não pode deixar "sem resposta" os processos que envolvem perseguição aos diplomatas russos.

    A Assembleia Geral das Nações Unidas adotou uma resolução que insta aos EUA, como país anfitrião da organização internacional, a emitir os vistos diplomáticos sem demora.

    Mais:

    Rússia e China pedem à ONU retirada de sanções que afetam civis norte-coreanos
    EUA são contra proposta de Rússia e China para suspender sanções da ONU à Coreia do Norte
    Tags:
    Rússia, EUA, António Guterres, Ministério de Assuntos Interiores da Rússia, Carta da ONU
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar