08:02 12 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Foto de arquivo datada de 28 de setembro de 1938 mostra o ditador italiano Benito Mussolini, à esquerda, e o líder nazista Adolf Hitler, à direita, tirada pouco antes da assinatura do Acordo de Munique, Alemanha.

    Europa não dá devido crédito à Rússia por vitória sobre o nazismo, diz prefeito francês

    © AP Photo /
    Rússia
    URL curta
    13424
    Nos siga no

    A Europa Ocidental não presta homenagem suficiente ao papel da Rússia na vitória sobre o nazismo na Segunda Guerra Mundial (1939-1945), declarou o prefeito da cidade francesa de Montpellier, Philippe Saurel.

    "A Europa Ocidental não se lembra o suficiente da contribuição que a Rússia, o Exército Vermelho e o povo soviético deram à vitória sobre o nazismo", avaliou Saurel à emissora Rossiya 1.

    Na cerimônia de premiação do Kremlin para cidadãos russos e estrangeiros, realizada pelo presidente russo Vladimir Putin no início desta semana, Saurel enfatizou que não poderia haver Grande Europa sem a Rússia.

    A Rússia já afirmou repetidamente que o Ocidente estava tentando reescrever a história da Segunda Guerra Mundial e seus resultados.

    Tropas soviéticas durante a Segunda Guerra Mundial
    © Sputnik / V.Borovskii
    Tropas soviéticas durante a Segunda Guerra Mundial

    No ano passado, Putin avaliou que é necessário parar as tentativas de negar o Holocausto e menosprezar a contribuição decisiva da União Soviética para a vitória sobre o fascismo na Segunda Guerra Mundial.

    "Nós cooperamos de perto, inclusive em contrariar as tentativas de falsificar a história e rever o resultado da Segunda Guerra Mundial, negar o Holocausto e menosprezar a contribuição decisiva da União Soviética para a vitória sobre a Alemanha nazista. Essas tentativas devem ser decididamente interrompidas", ponderou o líder russo.

    Também em 2018 a RT lançou um documentário intitulado "Remembrance" ("Recordação", em tradução livre), que explora as reais contribuições dos soviéticos para derrotar o bloco de nazistas e fascistas no conflito bélico.

    Outro trabalho, lançado em 2012 pelo cineasta estadunidense Oliver Stone, explorou os equívocos envolvendo os EUA e fatos históricos, e um dos episódios confirmava que a URSS foi quem de fato venceu a Segunda Guerra Mundial.

    Grande Guerra Patriótica

    A chamada Grande Guerra Patriótica foi uma parte crucial do conflito. Tudo começou em 22 de junho de 1941, quando a Alemanha lançou um ataque à União Soviética, violando todos os tratados vigentes.

    Os aliados da Alemanha na guerra foram Romênia, Itália, Eslováquia, que entraram na guerra em 23 de junho, Finlândia (25 de junho), Hungria (27 de junho) e Noruega (16 de agosto).

    A Alemanha assinou o Ato de Rendição Incondicional em um subúrbio de Berlim no final da noite de 8 de maio de 1945 (9 de maio de acordo com o horário de Moscou).

    Mais:

    Por que Alemanha de Hitler nunca construiu bomba nuclear própria?
    Descubra bunker que armazenava documentos secretos da Rússia e URSS (FOTOS)
    Ex-líder da URSS, Gorbachev alerta o mundo para o perigo 'colossal' de armas nucleares
    Tags:
    Holocausto, nazismo, Alemanha, Exército Vermelho, Oliver Stone, Josef Stalin, Benito Mussolini, Adolf Hitler, Europa Ocidental, Europa, Segunda Guerra Mundial, Vladimir Putin, URSS, União Soviética, Rússia, Grande Guerra Patriótica
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar