10:27 18 Novembro 2019
Ouvir Rádio

    Ex-líder soviético Gorbachev envia carta misteriosa a Putin com conselhos, diz mídia

    © Sputnik / Grigory Sysoev
    Rússia
    URL curta
    23417
    Nos siga no

    O ex-presidente da União Soviética, Mikhail Gorbachev, contou em entrevista que escreveu ao presidente russo e outros líderes mundiais para alertar sobre a responsabilidade dos dirigentes em "tempos alarmantes" como os atuais.

    O ex-presidente da União Soviética, Mikhail Gorbachev, diz ter enviado carta ao atual presidente da Rússia, Vladimir Putin, mas se recusou a revelar seu conteúdo.

    "Nos dias de hoje, os líderes mundiais tem uma enorme responsabilidade. Estamos vivendo tempos alarmantes, francamente. E [a liderança] é um tremendo fardo, inclusive a nível humano e psicológico. Eu sei disso por experiência própria", disse Gorbachev ao jornal russo Izvestia.

    "Eu não gostaria de ser considerado um conselheiro. Somente em alguns casos especiais eu apelo aos líderes, normalmente através de cartas curtas. Há um tempo, escrevi a Vladimir Putin e ao presidente francês Emmanuel Macron", disse o político de 88 anos.

    Gorbachev deixa claro que ele não está "se escondendo em lugar nenhum" ou mantendo as suas opiniões para si: "Eu reajo aos fatos e expresso minha opinião em entrevistas e artigos publicados na Rússia e no exterior. Às vezes eu noto como as minhas palavras influenciaram o discurso e as ações de líderes", notou.

    Tratado INF

    Em 1987, Gorbachev assinou o Tratado de Forças Nucleares de Alcance Intermediário (INF, na sigla em inglês) com o seu então homólogo norte-americano, Ronald Reagan.

    Secretário Geral do PC da URSS, MIkhail Gorbachev, e presidente dos EUA, Ronald Reagan, assinam Tratado INF, em dezembro de 1987
    © Sputnik / Yuri Abramochin
    Secretário Geral do PC da URSS, MIkhail Gorbachev, e presidente dos EUA, Ronald Reagan, assinam Tratado INF, em dezembro de 1987

    A atual administração norte-americana anunciou recentemente a sua retirada do tratado. Como testemunha das negociações, Gorbachev alerta para o perigo que o fim do tratado representa para a estabilidade estratégica global.

    "É preciso diálogo para assegurar que o fim do tratado não aumente o risco de guerra. O presidente Vladimir Putin propôs uma moratória à instalação deste tipo de mísseis. Esse poderia ser um primeiro passo. Mas eu repito: é preciso diálogo, principalmente e antes de tudo entre os Estados Unidos e a Rússia", enfatizou Gorbachev.

    Presidente da União Soviética

    Mikhail Gorbachev se tornou presidente da União Soviética em março de 1985. O ex-líder é muito admirado pelos seus esforços para acabar com a Guerra Fria, assim como é duramente criticado pelos seus fracassos na área econômica e política, que levaram à queda do Pacto de Varsóvia e da União Soviética.

    © Sputnik / Vladimir Vyatkin
    Garotas soviéticas usam camiseta comemorativa da amizade ente Gorbachev e Reagan, em Moscou, em maio de 1988

    O Tratado de Forças Nucleares de Alcance Intermediário (INF, na sigla em inglês) foi assinado no final da Guerra Fria, em dezembro de 1987, e proíbe o desenvolvimento, produção e instalação de mísseis balísticos e de cruzeiro terrestres com alcance entre 500 e 5.500 quilômetros.

    Desde então, o Tratado era considerado um pilar da segurança estratégica europeia, uma vez que esta classe de mísseis era instalada sobretudo no território do Velho Continente.

    No início de 2019, a administração Trump anunciou sua intenção de se retirar do tratado bilateral. Em setembro, Moscou anunciou que iniciará pesquisas para o desenvolvimento deste tipo de mísseis, mas que só os mobilizará se Washington o fizer primeiro.

    Mais:

    EUA querem privar Rússia da possibilidade de ataque de retaliação nuclear, diz especialista
    Putin: quando outros países tiverem armas hipersônicas, Rússia terá algo ainda mais poderoso
    Putin: saída dos EUA do Tratado INF é jogada ligada a seus receios quanto à Ásia
    Tags:
    Emmanuel Macron, Ronald Reagan, Vladimir Putin, Tratado INF, Mikhail Gorbachev, URSS, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar