05:12 20 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    0211
    Nos siga no

    O presidente dos EUA, Donald Trump, comentou a situação da Venezuela através do Twitter, alegando que Moscou informou os EUA sobre "ter retirado a maioria de seu pessoal" do país.

    Anteriormente, o embaixador da Rússia em Caracas refutou as alegações feitas pela mídia norte-americana no fim de semana de que a gigante da defesa russa Rostec havia feito cortes significativos de sua presença no país latino-americano recentemente.

    As autoridades russas ainda não responderam às alegações do presidente dos EUA. No entanto, na segunda-feira, o embaixador da Rússia na Venezuela, Vladimir Zaemsky, refutou as alegações feitas no The Wall Street Journal no domingo de que a Rússia teria reduzido significativamente o número de funcionários da empresa Rostec que atuavam no país nos últimos meses.

    O conglomerado russo de defesa e alta tecnologia Rostec, que regularmente envia técnicos para a Venezuela para realizar a entrega de equipamentos militares e prestar assistência técnica e de manutenção ao longo dos anos, afirmou nesta segunda-feira que o jornal norte-americano superestimou o número de funcionários da Rostec trabalhando na nação latino-americana "por dezenas [de vezes]".

    A publicação da mídia norte-americana classificou a suposta retirada de consultores russos da Venezuela como "constrangimento" para o presidente Nicolás Maduro, e um sinal de que a Rússia estava avaliando "a resiliência política e econômica do líder contra a pressão crescente dos EUA".

    Moscou enviou especialistas militares para a Venezuela ao longo dos últimos anos sob contratos para o fornecimento de sistemas de armas fabricados na Rússia. Esses contratos, que incluem acordos para uma variedade de equipamentos modernos russos, de helicópteros e caças a veículos blindados e baterias de defesa aérea, foram assinados antes da escalada da crise política e econômica que o país enfrenta desde o início deste ano.

    Mais:

    Culpar a Rússia pela situação na Venezuela é 'absurdo', diz chancelaria russa
    Rússia e Venezuela continuarão cooperação na indústria de defesa
    Rússia sobre parceria com Venezuela: pouco provável assinatura de novos contratos militares
    Tags:
    Rússia, EUA, Venezuela, Donald Trump, conselheiros, defesa
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar