01:22 17 Fevereiro 2019
Ouvir Rádio
    Vista do Kremlin e Ministério das Relações Exteriores da Rússia

    Sanções dos EUA não causam danos significativos a Moscou, diz chancelaria russa

    © Sputnik / Yevgeny Biyatov
    Rússia
    URL curta
    0 91

    O vice-ministro das Relações Exteriores da Rússia, Aleksandr Pankin, disse em entrevista à Sputnik que as sanções antirussas dos EUA não causam danos significativos a Moscou.

    De acordo com o diplomata, os parceiros americanos estão constantemente insinuando à Rússia que Moscou deve estar pronta para quaisquer cenários e sanções. 

    Segundo ele, as sanções têm objetivos diferentes: da coerção à punição, intimidação "e simplesmente criar uma atmosfera de toxicidade, incerteza, perigo em torno da Rússia". "Essa atmosfera é cultivada nos círculos políticos e empresariais", disse Pankin.

    “Dizer que as sanções são completamente indolores provavelmente seria imprudente. Dizer que elas causam danos significativos e, mais ainda, atingem os objetivos declarados, é claro, isto não está acontecendo”, enfatizou o vice-ministro das Relações Exteriores russo.

    Em agosto do ano passado, um projeto de lei foi apresentado ao Congresso dos EUA com uma série de novas medidas antirussas, incluindo sanções contra a nova dívida do governo da Federação Russa e dos bancos estatais. 

    Mais:

    'Bola jogada entre China, EUA, Rússia': política alemã defende criação de exército europeu
    Corrida armamentista? EUA criam míssil hipersônico para competir com China e Rússia
    Apelos dos EUA para 'ofensiva' contra Rússia podem levar a guerra nuclear, diz senador
    Almirante da Marinha dos EUA apela para 'ofensiva' contra Rússia e China
    Tags:
    sanções, Ministério das Relações Exteriores, EUA, Rússia