17:13 14 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Vladimir Putin discursando no fórum Russia Calling, 28 de novembro de 2018

    Putin sobre incidente no estreito de Kerch: foi uma provocação organizada por Poroshenko

    © Sputnik / Grigory Sysoev
    Rússia
    URL curta
    Violação da fronteira russa por navios ucranianos (53)
    17632

    O presidente russo Vladimir Putin comentou o incidente de 25 de novembro no estreito de Kerch ao discursar no fórum "Russia Calling", sublinhando que este foi uma provocação organizada pelo presidente ucraniano Pyotr Poroshenko nas vésperas das eleições presidenciais.

    Segundo Putin, Poroshenko, que tem baixa popularidade entre os eleitores, tenta desta forma criar obstáculos aos adversários da oposição.

    O presidente ressaltou que o incidente tem todos os sinais de provocação, sendo um pretexto para introduzir a lei marcial na Ucrânia. O líder detalhou que, entre os tripulantes dos navios ucranianos, havia dois agentes do Serviço de Segurança da Ucrânia que na prática lideravam a operação.

    "Eles confessaram que são agentes do Serviço de Segurança da Ucrânia. São sinais claros de ser uma provocação organizada com antecedência que visava precisamente servir de pretexto para introduzir a lei marcial no país", declarou Putin.

    Argumentando, Putin lembrou que, mesmo após a reunificação da Crimeia com a Rússia e o conflito em Donbass, Kiev não introduziu a lei marcial, enquanto os acontecimentos de 25 de novembro são apenas um incidente menor. "Está claro que isso se faz nas vésperas das eleições presidenciais, esse é um fato absolutamente evidente", comentou.

    Ele elogiou as ações dos guardas fronteiriços da Rússia, dizendo que eles cumpriram o seu dever ao deterem os três navios ucranianos que violaram a fronteira.

    O presidente frisou que os navios ucranianos entraram nas águas territoriais da Rússia e não responderam aos vários avisos da guarda fronteiriça.

    "Queria chamar a atenção ao fato de [os navios ucranianos] terem entrado nas nossas águas territoriais, águas que pertenciam à Rússia mesmo antes da reunificação da Crimeia com a Rússia", afirmou Putin. 

    Para ele, o incidente não tem nada a ver com as tentativas de melhorar as relações russo-ucranianas.

    "É um jogo de escalada, é um jogo sujo dentro do país com o fim de reprimir seus adversários políticos", constatou.

    O parlamento da Ucrânia, Suprema Rada, aprovou na segunda-feira (26) um decreto de Pyotr Poroshenko autorizando a introdução de lei marcial por 30 dias.

    A medida foi tomada após três navios ucranianos, Berdyansk, Nikopol e Yany Kapu, terem violado a fronteira russa e posteriormente sido detidos junto com 24 tripulantes pela guarda fronteiriça russa. Um tribunal russo ordenou a detenção de 15 deles nesta terça-feira (27).

    Tema:
    Violação da fronteira russa por navios ucranianos (53)

    Mais:

    Região ucraniana põe defesa antiaérea em prontidão de combate
    'É óbvio': Poroshenko não tem chances de vencer eleições na Ucrânia, diz Medvedev
    Tags:
    provocação, navios, fronteira, Pyotr Poroshenko, Vladimir Putin, Estreito de Kerch, Ucrânia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik