07:11 22 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Presidente russo, Vladimir Putin (foto de arquivo)

    Putin: Rússia poderá manter 'eternamente' medidas de resposta a sanções

    © Sputnik / Aleksei Nikolsky
    Rússia
    URL curta
    266810
    Nos siga no

    Se as sanções antirrussas forem eternas, a Rússia irá manter eternamente medidas de resposta, disse o presidente russo Vladimir Putin.

    A Rússia vai manter medidas de resposta eternamente caso as sanções ocidentais sejam para sempre, declarou na segunda-feira (3) o presidente da Rússia, Vladimir Putin.

    "Acredito que essas sanções… não prolongarão para sempre, mas caso sejam eternas, vamos limitar para sempre o acesso ao nosso mercado para os produtos que podemos produzir", declarou o presidente russo.

    Vladimir Putin também apontou que Rússia limita seletivamente a importação dos produtos. "Usamos essas sanções, na maior parte, para dar resposta de tal modo que não possa nos danificar, mas que nos ajude. E isso nos ajuda. No futuro, vamos nos basear somente neste princípio: faremos somente o que pode nos beneficiar e tentaremos não fazer nada que impeça nosso desenvolvimento", acrescentou.

    Desde 2014, as relações entre a Rússia e os países ocidentais deterioraram-se em meio à crise na Ucrânia. Os Estados Unidos, bem como com a União Europeia e seus aliados, adotaram uma série de sanções contra a alegada participação de Moscou no conflito na Ucrânia. A Rússia negou as alegações e adotou sanções contra os países ocidentais.

    Mais:

    Vice-premiê: Áustria apoia revogação gradual das sanções contra a Rússia
    Presente de despedida: adoção de novas sanções contra a Rússia foi feita por Obama
    Moscou: sanções dos EUA provocam desapontamento, mas não são um problema grave
    Novas sanções dos EUA apontam para a continuação da política antirrussa
    Tags:
    resposta, medidas, importação, produção, produtos, beneficência, sanções, Vladimir Putin, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar