21:24 23 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    3180
    Nos siga no

    Washington e Bagdá assinaram em julho um acordo que prevê a retirada das forças de combate norte-americanas do Iraque. As bases dos EUA no Oriente Médio têm sido sujeitas a ataques por milícias.

    Um correspondente da emissora Al Mayadeen filmou imagens de uma enorme nuvem de fumaça negra que, segundo informações, saía da base militar norte-americana de Camp Victory nos arredores de Bagdá, Iraque.

    URGENTE

    Colunas ondulantes de fumaça aparentemente filmadas na base de Camp Victory perto de Bagdá, onde tropas dos EUA estão localizadas – relatado por correspondente da Al Mayadeen News.

    As imagens, filmadas a partir de um veículo viajando ao longo de uma estrada local, mostram uma coluna negra que se estende por centenas de metros no céu, erguendo-se enquanto nuvens menores de fumaça branca, podendo ser vapor de água causado por tentativas de apagar o fogo, rodeiam sua base.

    Camp Victory é uma importante instalação militar situada junto do Aeroporto Internacional de Bagdá, Iraque, e serviu como sede das Forças dos EUA no Iraque até ser transferida de volta ao controle do governo iraquiano em 2011.

    Militares dos EUA na Camp Victory, base militar do país no Iraque (foto de arquivo)
    © AFP 2021 / Khalid Mohammed
    Militares dos EUA na Camp Victory, base militar do país no Iraque (foto de arquivo)

    A base tem sido alvo de repetidos ataques com drones nos últimos meses e acredita-se que visassem as forças norte-americanas ainda aquarteladas nas instalações.

    Em junho, o gabinete de Mustafa al-Kadhimi, primeiro-ministro iraquiano, informou que um "grupo fora da lei" atacou a base usando três drones armadilhados e foi relatado que um deles foi abatido.

    Em maio, a Camp Victory foi atingido por foguetes. Um mês antes disso, foi atingido em um outro ataque de foguetes.

    Em julho, o Iraque e os EUA chegaram a um acordo sobre a retirada de todas as forças de combate norte-americanas do país do Oriente Médio até o final de 2021. O acordo foi assinado após mais de um ano e meio de negociações e dezenas de ataques das milícias às forças e bens dos EUA.

    Algumas milícias xiitas aliadas a Bagdá expressaram insatisfação com o acordo, que permite que uma quantidade limitada de tropas dos EUA permaneça no país, e insistiram que todo o pessoal norte-americano, incluindo treinadores, agentes de inteligência e pessoal da Força Aérea, parta imediatamente. As milícias têm realizado ataques com artilharia, drones e bombas à beira das estradas visando as forças, instalações e comboios logísticos dos EUA.

    Mais:

    Milícia do Iraque afirma que resistirá até 'forças de ocupação' dos EUA saírem
    EUA abandonam base no Afeganistão durante a noite sem avisar novo comandante afegão
    Base militar norte-americana no leste da Síria sofre ataque de foguetes (VÍDEO)
    Tags:
    Twitter, EUA, Iraque, Bagdá, Al Mayadeen
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar