19:22 16 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    2141
    Nos siga no

    Marinha iraniana diz que missão de navio e destróier que estavam percorrendo águas do mar Báltico "foi concluída com autoridade". Segundo comandante, as navegações mostram que "sanções não funcionam contra iranianos".

    O novo comandante da Marinha do Irã, Shahram Irani, disse nesta terça-feira (7) que o destróier Sahand e o navio Makran, enviados pela África para a Rússia, voltaram "para casa com sucesso" após a missão ser concluída, de acordo com o The Jerusalem Post.

    "O maior evento militar histórico no mar foi concluído com autoridade e sucesso com o envio de uma frota de combate composta pelo destróier Sahand e o navio Makran, que conseguiram encerrar sua missão e voltar para casa", disse Irani.

    Segundo o comandante, a viagem mostrou a autoconfiança e a capacidade da República Islâmica na arena mundial, e que a frota navegou perto de 55 países e ao redor de três continentes para enviar uma mensagem de paz e amizade ao mundo, relatou a mídia.

    "Para quem nunca acreditou na capacidade das crianças do Irã, essa frota mostra que hoje é uma capacidade em que se pode acreditar […]. Atualmente, podemos estar presentes em todas as zonas oceânicas do mundo com autoridade sempre que a ordem for emitida."

    Irani também afirmou que a viagem está relacionada ao trabalho em andamento do país persa do seu projeto de sistema de propulsão local, dizendo que o Irã agora fará mais exercícios navais conjuntos no golfo de Omã.

    Base marítima expedicionária e navio de combustível Makran, e a fragata Sahand, do Irã
    Base marítima expedicionária e navio de combustível Makran, e a fragata Sahand, do Irã

    Para o comandante, a navegação mostra que sanções "não funcionam contra iranianos".

    "Estamos orgulhosos por termos sido capazes de mostrar que sanções e ameaças nunca funcionam contra os iranianos e que podemos construir grandes barreiras contando com nossa própria força", declarou.

    Em julho, o navio Makran e o destróier Sahand transitaram pelo mar Báltico para a Rússia. As Forças Armadas da Dinamarca monitoraram o movimento de ambas embarcações, conforme noticiado.  

    Mais:

    EUA devem abandonar 'cenários de Hollywood', diz Irã após Washington anunciar novas sanções
    Irã está pronto para atacar terroristas no norte do Iraque, afirma comandante
    Presidente do Irã diz estar pronto para retomar conversas nucleares, mas não sob 'coação' ocidental
    Tags:
    Irã, destróier, navegação, Mar Báltico
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar