23:42 23 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    672
    Nos siga no

    Centenas de militantes do Boko Haram (grupo terrorista proibido na Rússia e em outros países) atacaram um posto militar no sul do Níger, na noite de terça-feira (24), matando 16 soldados e ferindo outros nove.

    Nesta quarta-feira (25), o Ministério da Defesa nigerino confirmou que as forças governamentais sofreram baixas substanciais após a emboscada pelo grupo terrorista, mas acrescentaram que dezenas de militantes também foram mortos durante o combate.

    No total, segundo o ministério, as forças nigerinas mataram, pelo menos, 50 militantes do Boko Haram, e apreenderam quantidades significativas de armas ao grupo radical.

    O incidente ocorreu na região de Diffa, que faz fronteira com a Nigéria, cujo governo também travou uma guerra prolongada contra o grupo em causa.

    O Boko Haram começou na Nigéria em 2009, e frequentemente se movimenta para outros países em redor.

    Mais:

    África atômica: terroristas buscam armas nucleares 'a qualquer custo', diz especialista
    Ataque deixa 16 soldados mortos e 2 desaparecidos no Níger
    Chamado por presidente brasileiro de 'Bolsonaro da África', chefe da Guiné-Bissau chega ao Brasil
    Tags:
    Níger, Diffa, Boko Haram, emboscada, ataque, combate
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar