08:21 16 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    6325
    Nos siga no

    Autoridades marítimas do Reino Unido informaram que o ataque ocorreu na quinta-feira (29) a cerca de 280 quilômetros do porto de Duqm, acrescentando que o incidente não estava relacionado à pirataria.

    O Ministério da Defesa britânico declarou que um navio mercante de propriedade israelense havia sido atacado no mar Arábico. 

    Mais tarde, a empresa dona do navio, Eyal Ofer's Zodiac Maritime, disse que dois tripulantes, sendo um britânico e outro romeno, morreram no ataque.

    De acordo com Londres, o incidente ocorreu durante a noite, a nordeste da ilha de Masirah, pertencente a Omã.

    ​Categoria: Ataque - Não pirataria.

    O Centro de Operações de Comércio Marítimo do Reino Unido (UKMTO, na sigla em inglês) informou que foi iniciada uma investigação sobre o ataque.

    As autoridades de Omã ainda não comentaram o incidente. Vale ressaltar que o país está localizado perto do golfo Pérsico, controlando rotas cruciais para o comércio petrolífero.

    Para além disso, a Defesa israelense está verificando se forças iranianas estiveram por trás do ataque a um navio de carga que estava navegando na sexta-feira da cidade portuária de Jeddah na Arábia Saudita com destino aos Emirados Árabes Unidos, escreve agência Reuters citando canal de televisão israelense Channel 12.

    A embarcação possivelmente foi atingida por um míssil, informaram fontes anônimas da Defesa de Israel.

    Após o ataque, o navio começou a navegar para uma área segura sob escolta naval dos EUA.

    Ao longo dos últimos meses, vários incidentes semelhantes ocorreram na área, o que agravou as tensões entre Israel e o Irã.

    Mais:

    Ataque a navio de carga 'pertencente a Israel' foi 'erro de cálculo' do Irã, diz NYT
    FDI querem investigar vazamento de suposto ataque israelense a navio de carga iraniano, diz mídia
    Ataque contra petroleiro iraniano na costa da Síria deixa 3 mortos (FOTO)
    Tags:
    embarcação, Israel, Omã, Reino Unido, ataque, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar