22:25 23 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    0 303
    Nos siga no

    Ante supostos diálogos entre nações vizinhas do Afeganistão e o governo dos EUA para a construção de novas bases militares, o Talibã comunica que o país que hospedar essas bases não sairá ileso de sua opção.

    Nesta quarta-feira (26), o Talibã (grupo terrorista proibido em diversos países e na Rússia) declarou que considerará o estabelecimento de bases militares dos EUA na Ásia Central, após a retirada norte-americana do Afeganistão, "atos provocativos" e advertiu aos países vizinhos a não permitirem o uso de seu território, segundo a Reuters.

    "Se esse passo for dado, a responsabilidade por todos os infortúnios e dificuldades recai sobre aqueles que cometem esses erros", disse o grupo em um comunicado citado pela mídia.

    As declarações vieram depois que autoridades dos EUA comentaram sobre a exploração de opções de bases em países próximos ao Afeganistão, como Tajiquistão e Uzbequistão, mas até agora, não chegaram a um acordo com nenhum deles, segundo a mídia.

    "Como asseguramos repetidamente a outros que nosso solo não será usado contra a segurança de terceiros, estamos igualmente exortando outros a não usarem seu solo e espaço aéreo contra nosso país", adicionaram os talibãs em comunicado.

    Nos últimos dias, houve várias conversas entre altos funcionários do Paquistão e dos Estados Unidos, incluindo uma reunião entre o conselheiro de Segurança Nacional dos EUA, Jake Sullivan, e seu homólogo paquistanês, de acordo com a Reuters.

    Um porta-voz do Ministério das Relações Exteriores do Paquistão disse na segunda-feira (24) que qualquer especulação sobre o uso de bases pelos EUA no país "era infundada e irresponsável". Já Washington não quis responder imediatamente a um pedido de comentário sobre o assunto.

    Um soldado do Exército afegão revista homem em um posto de controle. Após o início da retirada dos EUA, as forças afegãs estão realizando rígido controle para não deixar o Talibã se apossar de mais territórios no país. Cabul, Afeganistão, 17 de abril de 2021
    © REUTERS / Rahmat Gul
    Um soldado do Exército afegão revista homem em um posto de controle. Após o início da retirada dos EUA, as forças afegãs estão realizando rígido controle para não deixar o Talibã se apossar de mais territórios no país. Cabul, Afeganistão, 17 de abril de 2021

    Os combates entre o Talibã e as forças afegãs aumentaram drasticamente no Afeganistão desde que Washington anunciou a retirada de suas tropas até o dia 11 de setembro. Muitos analistas alertaram que o país pode entrar em guerra civil.

    Mais:

    Talibã recomeça ataques em meio à retirada das tropas dos EUA
    Senador dos EUA adverte que falta de tropas americanas levará Talibã a 'controlar' Afeganistão
    Ataque do Talibã no Afeganistão mata 8 soldados do Exército
    Tags:
    tropas, EUA, Afeganistão, Talibã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar