20:53 21 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    0 71
    Nos siga no

    Uma menina que foi mantida prisioneira de islamistas em Moçambique por um mês revelou à Sputnik que quer ajudar as autoridades a localizá-los. A menina explicou o comportamento dos rebeldes e de que maneira pode ajudar em sua busca.

    Susana, que trabalhava no Departamento de Saúde de Palma, disse à Sputnik que foi uma de 10 meninas sequestradas pelos rebeldes para depois obterem um resgate. Foi liberada após 32 dias em cativeiro. A menina contou que quer ajudar as autoridades a localizar os militantes.

    "Eu sei quais são os pontos de controle e os caminhos que usam. Se me disserem para ir lá e mostrar, não vou concordar: tenho medo de ser morta. Mas posso mostrar seus movimentos a partir do ar", afirmou Susana.

    Falando de sua estadia em cativeiro, a menina destacou que "eles [os militantes] não torturavam, nos alimentavam bem". Sempre continuavam repetindo que se moviam em direção ao Zimbábue, onde matariam pessoas, lembrou Susana.

    A menina afirmou que os rebeldes se deslocam em veículos que capturaram em Palma de noite. Não usam as estradas principais, apenas caminhos florestais.

    Anteriormente, o Daesh (grupo terrorista proibido na Rússia e em outros países) informou sobre a invasão da cidade moçambicana de Palma, os combates pelo território ocorreram desde 24 de março. Em 2 de abril, a polícia de Moçambique anunciou à Sputnik que não há mais militantes na cidade.

    Cerca de 14 mil pessoas tiveram de deixar Palma, segundo dados da Organização Internacional para as Migrações. Milhares de pessoas ficaram bloqueadas nesta região, de acordo com o representante do Alto Comissariado da ONU para os Refugiados, Babar Baloch.

    Mais:

    Petroleira Total confirma suspensão de tarefas em projeto de gás em Moçambique após ataque jihadista
    Putin diz que é necessário acabar com violência entre Palestina e Israel
    Cessar-fogo no conflito entre Israel e Gaza está próximo de ocorrer, prevê oficial do Hamas
    Chanceler chinês critica retirada 'precipitada' das tropas dos EUA do Afeganistão
    Exército de Israel anuncia destruição da rede de túneis do Hamas na Faixa de Gaza (VÍDEO)
    Tags:
    militantes, Zimbábue, resgate, sequestro, prisioneiros, Daesh, Moçambique
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar