03:06 25 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    0 1020
    Nos siga no

    Imagens de satélite mostram que, no início deste ano, foi iniciada a construção de uma nova pista de pouso e decolagem de aproximadamente 1.880 m de comprimento na ilha de Perim, também conhecida pelo nome de Mayyun.

    A referida ilha, que faz parte do Iêmen, se situa no meio do estratégico estreito de Bab el-Mandeb que separa a península Arábica do Djibuti, no continente africano, e que liga o mar Vermelho ao golfo de Áden.

    Além de sua localização dentro desta junção marítima vital, a área representa também uma rota importante para embarcações comerciais e navios de guerra.

    Perim está situada a menos de oito quilômetros da costa do Iêmen, fazendo com que seja uma área valiosa para potenciais operações militares no país, provavelmente contra rebeldes houthis.

    As recentes imagens de satélite da empresa norte-americana Planet Labs mostram que a construção da pista começou em meados de fevereiro de 2021, entre os dias 18 e 22, escreve edição War Zone.

    O contorno completo da pista na extremidade ocidental da ilha foi visto em 3 de março.

    As imagens mostram também que foram construídas duas novas estruturas semelhantes a hangares ao sul da pista depois de 24 de fevereiro.

    No entanto, permanece incerto quem está realizando estes trabalhos e qual é seu propósito final. Porém, segundo a edição, Emirados Árabes Unidos (EAU) e Arábia Saudita são as duas possibilidades.

    Quem quer que esteja conduzindo esta construção estaria ansioso por estabelecer um posto avançado extremamente estratégico nesta passagem marítima importante.

    Mais:

    Pentágono promete retaliar no momento apropriado após ter base bombardeada no Iraque
    FOTOS revelam avião norte-americano P-8A com mísseis antinavio no Oriente Médio
    EUA e potências europeias condenam ataques houthis no Iêmen: 'Terrível crise humanitária'
    Tags:
    Oriente Médio, construção naval, Mar Vermelho, Iêmen, instalações militares, Emirados Árabes Unidos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar