18:34 16 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    4172
    Nos siga no

    Em mais uma resposta negativa sobre acordo nuclear, Irã diz que Estados Unidos precisam é se posicionar sobre o mesmo e não pedir um "mais abrangente".

    Nesta quarta-feira (10), o ministro das Relações Exteriores do Irã, Mohammad Javad Zarif, repreendeu a carta escrita por grupo bipartidário de legisladores dos EUA na terça-feira (9) pedindo um acordo mais "abrangente e compreensivo" com o Irã para cobrir questões regionais e o acordo nuclear.

    Em um post em sua conta no Twitter, Zarif diz que o acordo conhecido como Plano de Ação Conjunto Global (JCPOA), mas que inglês se escreve Joint Comprehensive Plan of Action, já conta com a letra "C" de compreensivo, e que os EUA precisam é se posicionar sobre o acordo.

    JCPOA É o plano abrangente concluído pela E3 + 3 (incluindo os EUA) e o Irã. O "C" significa COMPREENSIVO. Foi implementado apenas pelo Irã. Em vez de se posicionar, EUA e E3 devem finalmente cumprir seus compromissos assumidos, mas nunca cumpridos. Irã retribuirá.

    A carta, escrita por 140 legisladores norte-americanos, 70 republicanos e 70 democratas, foi enviada ao secretário de Estado, Antony Blinken, que compartilha alguns pontos em comum com o presidente Joe Biden em relação ao Irã. O secretário acredita que um conjunto de acordos pode restabelecer os limites do programa nuclear de Teerã, assim como a redução de seu programa de mísseis balísticos.

    O Irã já deixou claro, diversas vezes, que o retornou do país ao JCPOA, do qual o governo do ex-presidente norte-americano, Donald Trump, se retirou em 2018, não seria de forma alguma renegociado, a não ser que Washington suspenda as sanções contra a República Islâmica de forma completa.

    Na segunda-feira (8), a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) da ONU, confirmou que o Irã começou a enriquecer urânio em um terceiro conjunto de centrífugas IR-2m avançadas em sua planta subterrânea em Natanz, e estaria com mais três em processo de instalação. Enquanto EUA e Irã não alcançam um consenso, Teerã segue esquentando suas centrífugas e chegando mais perto de desenvolver bombas nucleares.

    Mais:

    Irã acusa EUA de lucrar com 'comércio de sangue' vendendo armas à Arábia Saudita usadas contra Iêmen
    Irã rejeita proposta da UE e dos EUA para negociações diretas sobre acordo nuclear
    Departamento de Estado dos EUA admite que 'pressão máxima' de Trump ao Irã fracassou
    Tags:
    JCPOA, EUA, acordo nuclear, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar