12:45 17 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    7192
    Nos siga no

    Segundo Ali Shamkhani, um alto responsável de segurança iraniano, as ações norte-americanas no Oriente Médio contra "forças de resistência antiterroristas" fortalecerão atividades dos terroristas.

    Ataques aéreos dos EUA como o de quinta-feira (25) na Síria, contra o grupo Kataib Hezbollah, têm como resultado o incentivo ao terrorismo no Oriente Médio, declarou no sábado (27) Ali Shamkhani, secretário do Conselho Supremo de Segurança Nacional do Irã.

    "A ação recente da América fortalece e expande as atividades da [organização] terrorista Daesh [proibida na Rússia e em vários outros países] na região", disse o alto responsável do Irã durante uma visita de Fuad Hussein, ministro das Relações Exteriores do Iraque, citado pela agência Nour News.

    "O ataque às forças de resistência antiterroristas é o início de uma nova rodada de terrorismo organizado", afirmou, acrescentando que o Irã vai "confrontar o plano dos EUA para reavivar o terrorismo na região".

    Washington justificou o bombardeio no leste da Síria, perto da fronteira com o Iraque, que levou a pelo menos 22 mortes, como uma tentativa de prejudicar a capacidade do Kataib Hezbollah, que acusa de ser apoiado por Teerã, de realizar ataques futuros.

    Damasco, por sua vez, condenou o ataque como uma "agressão covarde", com a Rússia fazendo o mesmo e argumentando que os EUA apenas avisaram Moscou "quatro ou cinco minutos antes" de sua execução. Bagdá negou seu envolvimento na operação.

    Mais:

    Após ataque aéreo na Síria, Biden alerta o Irã: 'Tenha cuidado'
    Para o Pentágono, EUA notificaram a Rússia sobre ataque aéreo de maneira adequada
    'Agressão covarde': Síria condena bombardeio aéreo dos EUA em seu território
    'Sabemos o que atacamos': chefe do Pentágono revela detalhes do ataque aéreo na Síria
    Tags:
    Oriente Médio, Hezbollah, Conselho Supremo de Segurança Nacional do Irã, Fuad Hussein, Rússia, EUA, Irã, Síria, Iraque
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar