11:29 05 Março 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    1170
    Nos siga no

    Os Estados Unidos não podem participar da reunião sobre o acordo nuclear, já que não são integrantes desse acordo, afirmou o representante oficial do Ministério das Relações Exteriores do Irã, Said Hatibzade.

    Embora os EUA tenham saído do Plano de Ação Conjunto Global (JCPOA, na sigla em inglês), Teerã está estudando o status dos EUA em tais reuniões, segundo Hatibzade.

    Anteriormente, o representante oficial do Serviço Europeu de Ação Externa, Peter Stano, declarou que a União Europeia está realizando consultas sobre a possibilidade de uma reunião informal sobre o JCPOA com participação dos Estados Unidos.

    "O que está sendo combinado pela União Europeia e o coordenador nós consideramos como boas intenções do senhor [Josep] Borrell, e seus esforços são direcionados para a preservação do Plano de Ação Conjunto Global. Os EUA não são membros do JCPOA para participar de tais reuniões. Irã está no momento examinando a possibilidade da presença dos EUA como convidado", disse Hatibzade durante um briefing.

    O vice-chanceler do Irã, Abbas Araghchi, também afirmou que Teerã está estudando a ideia da União Europeia, que propôs a realização de uma reunião informal sobre o acordo nuclear com participação dos Estados Unidos. Com a tomada de posse da nova administração de Joe Biden existe a possibilidade de se recuperar o acordo.

    Teerã sublinhou que Washington deve cancelar as sanções anti-iranianas se o país tem vontade de voltar ao JCPOA e que o Irã cumpra seus compromissos conforme o acordo.

    Os Estados Unidos mostraram seu interesse em negociar com o Irã sob a égide da UE e com participação dos seis mediadores internacionais, que incluem Moscou e Pequim.

    Respondendo à declaração de Washington, o representante oficial do MRE iraniano destacou que o grupo de seis mediadores deixou de existir depois da saída dos EUA, agora são só cinco intermediários. Hatibzade também afirmou a necessidade de se cancelar as sanções anti-iranianas.

    Mais:

    Chanceler iraniano reprova Biden por continuar política de Trump
    Netanyahu acredita que 'regresso ao velho acordo vai pavimentar o caminho do Irã ao arsenal nuclear'
    AIEA reporta ter encontrado vestígios de urânio em locais não declarados por Teerã
    EUA buscam bases militares substitutas em caso de tensões com o Irã na Arábia Saudita, diz mídia
    Tags:
    União Europeia, reunião, Ministério das Relações Exteriores, acordo nuclear, EUA, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar