05:15 01 Março 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    160
    Nos siga no

    Representantes dos lados em conflito da Líbia votaram para escolher o novo governo temporário, com Mohammad Younes Menfi como novo chefe do conselho da Presidência e Abdul Hamid Mohammed Dbeibah como premiê.

    As conversas nesta sexta-feira (5) sobre os resultados da votação em Genebra mostraram essa tendência.

    Militante armado fala pelo celular no posto de controle na cidade de Brega, situada no leste da Líbia e controlada pelos rebeldes
    © Sputnik / Andrei Stenin
    Militante armado fala pelo celular no posto de controle na cidade de Brega, situada no leste da Líbia e controlada pelos rebeldes

    Esta lista eleitoral venceu por 39 a 34 (com uma abstenção) a apresentada pelo presidente da Câmara dos Representantes da Líbia em Tobruk, Aguila Saleh, para chefe do Conselho da Presidência.

    Menfi é diplomata e ex-embaixador na Grécia. Dbeibah é um empresário que conta com o apoio das tribos ocidentais.

    Desde segunda-feira (1º), uma sessão do Fórum de Diálogo Político da Líbia, patrocinado pela ONU, é realizada em Genebra, convocada para acertar a composição de uma autoridade executiva provisória e unificada para todo o país.

    O encontro teve como objetivo definir a composição da nova autoridade de três membros e um primeiro-ministro que governará a Líbia até as eleições marcadas para 24 de dezembro de 2021.

    Até hoje, o poder na Líbia é dividido entre o Governo de Acordo Nacional, baseado em Trípoli, e o Parlamento rival, baseado em Tobruk, que é apoiado pelo Exército Nacional Líbio.

    Mais:

    ONU fecha as portas em Genebra após funcionário ser diagnosticado com COVID-19
    Forças em conflito na Líbia assinam cessar-fogo em Genebra, informa ONU
    EUA 'adquirem' sistema de defesa antiaérea russo Pantsir dos campos de batalha da Líbia para estudo
    Tags:
    guerra, conflito, governo, eleições, Líbia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar