12:00 25 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    0253
    Nos siga no

    Uma forte explosão foi ouvida próximo ao palácio presidencial de Maashiq, na cidade de Áden, nesta quarta-feira (30).

    Informações preliminares dão conta de que a explosão teria sido causada por um míssil ou um drone de ataque, segundo a Sky News Arabia.

    O recém-formado gabinete de Iêmen foi transferido para o palácio após um ataque no aeroporto da cidade também nesta quarta-feira (30), disseram dois residentes e a mídia local, segundo a Reuters.

    Explosão no Aeroporto de Aden, Iêmen
    Explosão no Aeroporto de Aden, Iêmen

    Entre os membros do novo governo presentes no palácio estão o primeiro-ministro iemenita Maeen Abdulmalik e o embaixador saudita no Iêmen, Mohammed Al-Jaber.

    Abdulmalik escreveu um tweet de dentro do palácio de Maashiq: "Nós e os membros do governo estamos na capital temporária de Áden e todos estão bem. O ato terrorista covarde que teve como alvo o aeroporto de Áden é parte da guerra que está sendo travada contra o Estado iemenita e seu grande povo", disse o primeiro-ministro.

    "O governo permanecerá em Áden e continuará a cumprir todas as suas tarefas e responsabilidades de acordo com a vontade do povo, os ataques terroristas não afetarão a tarefa do governo de fortalecer o país no combate ao terrorismo até a vitória nesta batalha. Não aceitamos outro destino", disse o primeiro-ministro em vídeo publicado no Twitter.

    Não se sabe a motivação do ataque, e não houve relatos imediatos de vítimas.

    Explosão no aeroporto

    Nesta quarta-feira (30), uma explosão atingiu o aeroporto de Áden assim que um avião transportando o novo governo do Iêmen pousou no local. A contagem de vítimas segue sendo atualizada e, atualmente, está em 26 mortos e mais de 50 feridos, segundo a AFP.

    Autoridades iemenitas disseram que a explosão no aeroporto foi provocada pelos rebeldes Ansar Allah, conhecidos como Houthis. Muhammad Al-Bakhiti, membro do gabinete político Houthi, disse, no entanto, que o movimento rebelde "não teve nada a ver com o ataque ao aeroporto de Áden e os bombardeios foram o resultado do acerto de contas entre diferentes grupos do governo".

    Vídeos do ataque ao aeroporto circulam pelas redes sociais.

    ​NOVO - vídeo mostra um míssil que atingiu o aeroporto de Áden no #Iêmen hoje mais cedo.

    O novo governo do Iêmen havia acabado de chegar a Áden, cidade que se tornou a capital temporária das autoridades internacionalmente reconhecidas do Iêmen depois que os Houthis tomaram o controle de Sanaa e do norte do país.

    O enviado especial das Nações Unidas para o Iêmen, Martin Griffiths, condenou os ataques em Áden, por meio de um comunicado. "Desejo força ao gabinete para enfrentar as difíceis tarefas que temos pela frente. Este ato inaceitável de violência é um lembrete trágico da importância de trazer o Iêmen de volta urgentemente ao caminho da paz", disse Griffiths, conforme noticiado pela Reuters.

    Mais:

    Já passam de 100 as vítimas fatais de ataque com mísseis e drones no Iêmen
    Irã tem novos mísseis capazes de abater aeronaves dos EUA no Iêmen, diz Pentágono
    Defesa aérea saudita intercepta mísseis balísticos lançados do Iêmen (VÍDEO)
    Tags:
    Iêmen, ataque, míssil, Aden, Sanaa, explosão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar