08:14 11 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    3318
    Nos siga no

    Fontes ouvidas pela Bloomberg afirmam que Turquia quer melhorar as relações com seus tradicionais aliados no Ocidente, devido à vitória de Joe Biden nas eleições e à crescente controvérsia com a Rússia em uma série de questões.

    De acordo com fontes familiarizadas com o assunto, Ancara busca restabelecer as relações com as nações ocidentais, incluindo os EUA, e também com a Arábia Saudita, informa a Bloomberg.

    Os desacordos com a Rússia e a ameaça de sanções europeias estariam forçando o país a reconsiderar a sua política externa, diz revista.

    Isto acontece após vários anos de controvérsias entre o presidente turco Recep Tayyip Erdogan e o Ocidente, agravadas na sequência da adoção da nova Constituição e da atribuição de novos poderes a Erdogan.

    Foi naquele momento que a Turquia começou a melhorar as relações com Rússia. No entanto, recentes acontecimentos fazem com que Ancara mude de rumo, opinam fontes citadas pela agência.

    Moscou e Ancara estavam em lados diferentes na guerra na Líbia antes de um acordo de trégua ter sido assinado, bem como na Síria, onde a Rússia apoia as forças do governo oficial do país liderado por Bashar Assad e a Turquia os grupos militantes que se opõem ao presidente sírio.
    Embarcação turca de prospecção sísmica Oruc Reis no mar Mediterrâneo
    © AP Photo / Semih Ersozler
    Embarcação turca de prospecção sísmica Oruc Reis no mar Mediterrâneo

    O mais recente ponto de fricção foi o conflito na região de Nagorno-Karabakh. "A Turquia avançou para o quintal da Rússia no Cáucaso fornecendo apoio a Azerbaijão", escreve edição. 

    O último fator que obriga Erdogan a mudar a orientação da sua política externa é a ameaça de imposição de sanções da União Europeia, relacionadas com as atividades turcas de exploração de gás na plataforma mediterrânica e agravamento da situação com o Chipre.

    Mais:

    Chancelaria da Turquia rotula visita de Pompeo ao país de interferência 'extremamente inapropriada'
    Peskov: Rússia discorda da Turquia que pensa ser possível apaziguar Nagorno-Karabakh pela força
    Turquia condena dezenas de pessoas à prisão perpétua por tentativa de golpe; total chega a 475
    Tags:
    Nagorno-Karabakh, Vladimir Putin, Rússia, União Europeia, EUA, política externa, Recep Tayyip Erdogan, Turquia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar