01:07 17 Janeiro 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    623
    Nos siga no

    Militantes extremistas realizaram 29 ataques na zona de desescalada dentro e em torno da província síria de Idlib, conforme relatou nesta quinta-feira (26) o vice-chefe do Centro Russo de Reconciliação para a Síria.

    De acordo com o contra-almirante Aleksandr Grinkevich, a ofensiva teria sido realizada por membros da antiga Frente al-Nusra, grupo terrorista proibido na Rússia e em vários outros países que deu origem à atual Hayat Tahrir al-Sham (também uma organização extremista proibida na Rússia e em outros países).

    "Ao mesmo tempo, na zona de desescalada de Idlib, foram registrados 29 ataques a partir das posições do grupo terrorista Jabhat al-Nusra [Frente al-Nusra] nas províncias de Idlib (26 ataques), Hama (um ataque) e Latakia (dois ataques)", disse o oficial em declarações a jornalistas. 

    ​Há pouco tempo, militares russos revelaram planos de grupos terroristas de realizar uma ação com o objetivo de acusar as forças do governo sírio e as forças russas de atacar assentamentos na zona de redução da escalada de Idlib.

    Mais:

    Terroristas realizam 30 ataques em zona de desescalada em Idlib, na Síria
    Israel ataca sul de província síria de Damasco (VÍDEO, FOTOS)
    'Devem sair': Irã critica presença de tropas dos EUA na Síria, exigindo sua retirada imediata
    Tags:
    Síria, Idlib, Rússia, terroristas, ataques, Centro Russo de Reconciliação, Tahrir al-Sham, Frente al-Nusra
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar