11:59 30 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    7482
    Nos siga no

    O chefe-adjunto do Centro Russo de Reconciliação para a Síria, Aleksandr Grinkevich, afirmou que terroristas planejam realizar uma provocação com uso de armas químicas ao sul de Idlib.

    "O Centro Russo de Reconciliação recebeu informações sobre a preparação de uma provocação com uso de substâncias tóxicas na parte sul da zona de desmilitarização de Idlib por parte do grupo Hayat Tahrir al-Sham [organização terrorista afiliada à Al-Qaeda e anteriormente denominada Frente al-Nusra, ambos grupos terroristas proibidos na Rússia e em outros países]", disse Grinkevich. 

    Segundo o contra-almirante, as informações disponíveis indicam que os terroristas planejam produzir vídeos na área de Jabal Zawiya, com a participação de repórteres estrangeiros, para depois disseminar as imagens na Internet e na mídia Ocidental e do Oriente Médio. O objetivo é acusar o governo da Síria de uso de armas químicas contra civis. 

    Governo síria nega uso de armas químicas

    A Síria sempre negou o uso de armas químicas e diz que elas foram destruídas como parte de um acordo estabelecido com a Organização para a Proibição de Armas Químicas, com mediação da Rússia, em 2013. 

    O governo acusa militantes terroristas pelo uso de armas químicas na Síria. A utilização desse tipo de armamento é a justificativa para as atividades militares de potências ocidentais no país. 

    Como parte dos esforços para restaurar a paz no território sírio após quase uma década de conflito, a Rússia presta assistência a Damasco para ajudar na repatriação de refugiados sírios e deslocados internos.

    Mais:

    Obter petróleo e vencer terrorismo? EUA não têm nenhuma estratégia na Síria, diz alto funcionário
    Todos os aviões de combate russos serão equipados com sistema de pontaria testado na Síria
    Síria repele ataque aéreo vindo de Israel
    Tags:
    Idlib, governo, Organização para a Proibição de Armas Químicas, Centro Russo para a Reconciliação Síria, Rússia, conflito, Oriente Médio, armas químicas, armas, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar