05:54 23 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    3116
    Nos siga no

    Atleta iraniano Navid Afkari, cujo julgamento ganhou atenção global e a intercessão de Donald Trump, foi executado por alegada cumplicidade no assassinato de um membro das forças de segurança durante manifestações contra o governo há dois anos.

    A execução foi conduzida neste sábado (12) pelas autoridades judiciais na prisão de Adelabad em Shiraz, província de Fars, informa a mídia estatal.

    Navid Afkari foi executado pela manhã "após terem sido realizados os procedimentos legais por insistência dos pais e da família da vítima", disse chefe da justiça provincial citado pela agência Tasnim.

    O atleta de 27 anos, que venceu vários torneios de luta livre no Irã, foi condenando a duas penas de morte: uma atribuída por um tribunal penal e outra por um tribunal revolucionário que aborda crimes contra o Estado.

    No início de setembro, o atleta confessou o assassinato em um vídeo exibido na televisão estatal, mas a família alegou que ele foi torturado para que fizesse essa confissão.

    O Judiciário iraniano refutou as alegações. Seus irmãos Vahid e Habib, que também estavam na manifestação, foram condenados a 56 e 24 anos de prisão, segundo Anistia Internacional.

    Mais:

    Governo dos EUA executa 3º prisioneiro em 1 semana após hiato de 17 anos
    China teria executado pelo menos 20 espiões americanos graças a um agente duplo na CIA
    Irã executa acusado de informar para CIA paradeiro do general Soleimani
    Tags:
    Oriente Médio, protesto, Irã, manifestação, execução
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar