02:12 18 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    2203
    Nos siga no

    Enquanto autoridades libanesas suspeitam que forte explosão em Beirute tenha sido provocada por nitrato de amônio, foto possivelmente do local mostra a substância em um dos armazéns do porto.

    Até o momento, não há uma explicação oficial sobre a origem da explosão que já matou mais de 130 pessoas na capital libanesa.

    No entanto, o governo do país colocou em prisão domiciliar autoridades do porto de Beirute enquanto investiga a causa da tragédia, informou o tabloide The Sun.

    Recentemente apareceu na Internet uma foto que teria sido tirada no armazém 12, com toneladas de nitrato de amônio em sacos.

    Surgem primeiras fotos do armazém 12 do porto de Beirute com trabalhadores estocando o que parece ser nitrato de amônio, que causou a explosão em Beirute

    A imagem foi analisada pelo site de investigação de fotos Bellingcat, que afirmou que o local da foto parece corresponder com o armazém que explodiu.

    Enquanto isso, oficiais portuários são suspeitos de terem permitido que 2.750 toneladas da substância explosiva fossem armazenadas no local.

    Milionário 'misterioso'

    Ainda tratando da origem do nitrato de amônio, o tabloide afirma que se trata de uma carga supostamente abandonada pelo empresário russo Igor Grechushkin em 2014.

    Na ocasião, a carga estava sendo transportada em direção a Moçambique pelo navio Rhosus, de bandeira moldava, que partiu de Batumi, na Geórgia.

    Na costa de Beirute, o navio apresentou problemas técnicos, forçando a tripulação a permanecer a bordo para manter a segurança do material.

    Contudo, Grechushkin teria ido à bancarrota, fazendo com que os marinheiros entrassem em greve antes de serem autorizados a desembarcar em solo libanês.

    Logo em seguida, a perigosa carga teria sido transportada ao porto e armazenada no local.

    Mais:

    Deputada brasileira descendente de libaneses recebeu notícia da explosão com 'tristeza e horror'
    Reino Unido promete US$ 6,6 milhões em ajuda humanitária ao Líbano
    Nitrato de amônio pode ter causado explosão em Beirute: o que se sabe até agora?
    Tags:
    Líbano, Beirute, porto, explosão, amônio
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar