04:26 02 Dezembro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    COVID-19 e o mundo no final de julho (43)
    121
    Nos siga no

    O Fundo Monetário Internacional (FMI) anunciou nesta segunda-feira (27) que aprovou crédito de US$ 4,3 bilhões (cerca de R$ 22,14 bilhões) como financiamento do combate contra a COVID-19 na África do Sul.

    "O FMI aprovou US$ 4,3 bilhões em assistência financeira de emergência sob o Instrumento de Financiamento Rápido para apoiar os esforços das autoridades [da África do Sul] em lidar com a situação de saúde desafiadora e o impacto econômico severo do choque da COVID-19", disse o órgão através de comunicado.
    Policiais e enfermeira com máscaras contra o coronavírus na África do Sul
    © AP Photo / Themba Hadebe
    Policiais e enfermeira com máscaras contra o coronavírus na África do Sul

    O FMI aponta que a pandemia causou severas restrições estruturais ao crescimento da África do Sul, enfraquecendo a atividade econômica e aumentando o desemprego, a pobreza e as desigualdades sociais no país, apesar dos gastos significativos do governo.

    "Assim que a pandemia passar, há uma necessidade de garantir a sustentabilidade da dívida e implementar reformas estruturais para apoiar a recuperação e alcançar um crescimento sustentável e inclusivo [na África do Sul]", acrescentou o comunicado do FMI.

    O novo coronavírus já infectou mais de 445 mil sul-africanos e matou quase 6,8 mil na África do Sul, segundo dados da Universidade John Hopkins. O país é hoje o mais atingido pela pandemia no continente africano e a quinta nação com mais casos registrados da COVID-19 no mundo.

    Tema:
    COVID-19 e o mundo no final de julho (43)

    Mais:

    COVID-19 pode matar quase 200 mil pessoas na África, alerta OMS
    África chega a 600 mil casos da COVID-19, diz OMS
    Rússia envia 15 mil testes de COVID-19 para a África do Sul
    Tags:
    COVID-19, África do Sul, FMI
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar