02:46 04 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    6440
    Nos siga no

    O Irã está pronto para simultaneamente enfrentar seus adversários geopolíticos e conter o efeito do coronavírus no país, afirmou Hossein Baqeri, general das Forças Armadas iranianas.

    O lançamento recente do satélite Noor (Luz, em persa) ao espaço indica uma grande "derrota da inteligência e escândalo" para os inimigos da República Islâmica do Irã, incluindo os EUA, afirmou durante uma reunião militar em Teerã no sábado (9) o major-general Hossein Baqeri, chefe do Estado-Maior das Forças Armadas iranianas, segundo citado pela agência de notícias Tasnim.

    Baqeri referiu o lançamento do satélite como algo que poderia ser seguido por uma mudança no equilíbrio de poder a favor de Teerã.

    Baqeri também elogiou o lançamento como "um excelente" exemplo de planejamento inteligente, tecendo também elogios às Forças Armadas iranianas, que conseguiram somar uma estratégia de aumento do poder do país aos esforços da República Islâmica para combater o coronavírus.

    No mês passado, o Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica (IRGC) do Irã anunciou que Teerã havia lançado com sucesso seu satélite Noor para uma órbita de 425 quilômetros acima da superfície da Terra através de um foguete portador de dois estágios.

    Pouco depois do lançamento, o secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, declarou que o Irã deveria "ser responsabilizado pelo que fez", alegando que o lançamento violou a Resolução 2231 do Conselho de Segurança da ONU.

    No entanto, a resolução não proíbe o Irã de lançar satélites, mas sim pede ao país que evite testar e lançar qualquer tipo de mísseis balísticos, incluindo os utilizados em programas espaciais. O Ministério das Relações Exteriores do Irã declarou que seu lançamento do satélite militar Noor não viola nenhuma resolução internacional.

    O porta-voz do ministério ressaltou que, tendo isso em conta, as tentativas dos EUA de apelar para a Resolução 2231 para condenar as ações iranianas são irrelevantes.

    Tentativas anteriores

    O lançamento foi precedido por várias tentativas infrutíferas de colocar o satélite Zafar (Vitória, em persa), projetado para coletar dados sobre terremotos e outros desastres naturais do espaço, na órbita da Terra.

    Em fevereiro, o ministro da Defesa iraniano Amir Hatami rejeitou as alegações dos EUA de que os portadores de satélites poderiam ser transformados em mísseis militares e que o recente lançamento fracassado de um satélite Zafar fazia parte do programa de mísseis de Teerã.

    Mais:

    Irã apresenta novo míssil balístico de curto alcance (VÍDEO)
    Após falha, Irã anuncia que tentará lançar satélite Zafar novamente
    Irã não consegue colocar satélite em órbita (VÍDEO)
    Irã anuncia data de envio do satélite Zafar ao espaço
    Tags:
    COVID-19, Ministério das Relações Exteriores do Irã, Ministério das Relações Exteriores, Mike Pompeo, EUA, Mohammad Hossein Baqeri, Tasnim, Corpo de Guardas da Revolução Islâmica (IRGC), Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar