13:13 06 Abril 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    3421
    Nos siga no

    O Comando Central de Operações Especiais e a Marinha dos EUA realizaram na semana passada um exercício inédito, usando aviões de combate AC-130 para identificar e destruir pequenos alvos na superfície no mar Arábico.

    As manobras foram realizadas nos dias 8 e 9 de março, com aeronave P-8 do Comando Central de Forças da Marinha dos EUA executando reconhecimento de longo alcance para os aviões de combate AC-130W Stinger II, que fazem parte do Comando Central de Operações Especiais no mar Arábico.

    Com os aviões no ar, a Marinha utilizou navios de patrulha costeira da classe Ciclone como simuladores de alvos para as aeronaves AC-130.

    "As nossas forças de superfície interagindo com aviões de poder de fogo como os AC-130W proporcionam novas capacidades para a força conjunta que aumenta profundamente a nossa letalidade no meio marítimo", declarou o capitão Peter Mirisola, comandante do esquadrão DESRON 50.

    "O auxílio dos aviões de combate nos exercícios marítimos conjuntos aumenta significativamente a nossa capacidade de detectar, rastrear, travar combate e derrotar as ameaças de superfície para controlar o espaço aquático no golfo Pérsico", acrescentou.

    Durante as manobras, ao menos uma aeronave P-8A realizou missão de vigilância marítima de longo alcance enquanto os navios da classe Ciclone faziam patrulhamento no mar. Em seguida, os aviões e barcos de patrulha direcionaram os AC-130 para que atacassem maquetes de alvos.

    Mesmo Mirisola não tendo mencionado diretamente, a ameaça referida é claramente uma alusão às forças iranianas e as apoiadas por Teerã que ameaçaram petroleiros na região nos últimos meses, escreve portal Task and Purpose.

    Mais:

    Navios frágeis e marinheiros despreparados estariam colocando Marinha dos EUA em risco
    Pentágono confirma teste positivo para coronavírus em fuzileiro da Marinha dos EUA na Virgínia
    Marinha dos EUA é obrigada a divulgar relatório secretíssimo do afundamento de seu submarino nuclear
    Tags:
    Oriente Médio, exercício militar, Golfo Pérsico, Marinha dos EUA, EUA, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar