13:42 22 Fevereiro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    11334
    Nos siga no

    OTAN concordou "em princípio" em reforçar sua missão de treinamento no Iraque após reunião em Bruxelas. Contudo, devido à crescente interferência estrangeira no país, Iraque está relutante em aprovar o plano.

    "A OTAN está no Iraque a convite do governo iraquiano e nós só ficaremos no Iraque enquanto formos bem-vindos. Porque a OTAN respeita plenamente a soberania e a integridade territorial do Iraque […] Tudo o que fizermos estará em estreita consulta e coordenação com o governo iraquiano", afirmou o secretário-geral da aliança militar, Jens Stoltenberg, quando perguntando se Bagdá tinha aprovado o projeto.

    Devido à morte do general iraniano Qassem Soleimani a mando dos EUA em janeiro, quando ele ia se encontrar com o premiê iraquiano Adil Abdul, os iraquianos estão mais céticos do que nunca sobre a presença de tropas estrangeiras no país.

    O assassinato provocou uma votação no Parlamento iraquiano exigindo a expulsão nó só das tropas norte-americanas, mas de todas as estrangeiras, embora o governo ainda não tenha dado seguimento ao movimento.

    Apaziguar situação

    A missão foi suspensa após o assassinato de Soleimani, mas Stoltenberg afirmou que o treino seria retomado "o mais depressa possível", não oferecendo detalhes sobre o estado das conversações com os oficiais iraquianos.

    Como os EUA permanecem sendo o Estado-membro mais poderoso e influente da OTAN, a externalização da missão de treino para a aliança pode não fazer muito para apaziguar os iraquianos, desconfiados depois de repetidas violações da "soberania e integridade territorial" do país.

    Tropas americanas durante cerimônia militar no Iraque (foto de arquivo)
    © AFP 2019 / ALI AL-SAADI
    Tropas americanas durante cerimônia militar no Iraque (foto de arquivo)

    Anteriormente, o secretário de Defesa norte-americano, Mark Esper, declarou que a expansão da missão da OTAN permitiria a Washington reduzir a sua "presença" militar no Iraque e reimplantar essas tropas para outros locais.

    Mais:

    Pesquisa: confiança na aliança e relações com EUA dividem opinião pública em países da OTAN
    OTAN anuncia retirada parcial do Iraque
    Conselheiro de Trump: EUA se retirarão do Iraque nos próprios termos
    Tags:
    Qassem Soleimani, tropas estrangeiras, EUA, Iraque, OTAN
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar