05:30 06 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    14435
    Nos siga no

    Na semana passada, após o ataque dos EUA em Bagdá, o parlamento do Iraque aprovou uma resolução exigindo a expulsão de todas as tropas estrangeiras do país.

    Os EUA deixarão o Iraque nos seus próprios termos e quando for "seguro" fazê-lo, afirmou o conselheiro de segurança nacional dos EUA, Robert O'Brien.

    "O presidente disse que queremos sair do Oriente Médio. Mas o que precisamos fazer é sair nos nossos termos, e precisamos sair de uma maneira na qual o Daesh tenha sido totalmente eliminado. Nós derrotamos o califado e agora estamos trabalhando duro para eliminar os restos do Daesh", disse O'Brien para a emissora Fox News Sunday.

    "Acho que chegaremos a uma resolução, recebemos uma equipe da OTAN esta semana. Acho que você verá muito mais envolvimento da OTAN no Iraque", acrescentou O'Brien.

    Pressionado sobre se os EUA respeitariam a escolha soberana do Iraque, O'Brien disse que os EUA esperavam "deixar um Iraque seguro e independente".

    Comentando a resolução do parlamento iraquiano, O'Brien minimizou a medida.

    "Com relação à resolução que você está falando, essa foi uma resolução não vinculativa, então parece que eles aprenderam algo com nossa democracia com resoluções não vinculativas ...

    Esta foi uma resolução não vinculativa aprovada por um grupo xiita dos legisladores. Os sunitas boicotaram e os curdos boicotaram", declarou.

    Tags:
    EUA, Iraque
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar