15:49 01 Dezembro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    939
    Nos siga no

    A Arábia Saudita recusou vistos à delegação do Irã para participação da reunião extraordinária da Organização para a Cooperação Islâmica (OCI), marcada para esta segunda-feira (3) em Jidá a fim de discutir o "Acordo do Século" de Trump.

    "O Governo saudita […] violou os compromissos definidos enquanto governo anfitrião desta organização internacional, bem como os princípios básicos estipulados no modus operandi destas organizações, tais como a necessidade de garantir uma participação livre e sem restrições dos seus Estados membros em todas as atividades da organização, ao recusar vistos à delegação da República Islâmica do Irã encabeçada pelo vice-ministro das Relações Exteriores Hossein Jaberi Ansavi até os últimos momentos da reunião" informou em comunicado o porta-voz do ministério iraniano, Seyyed Abbas Mousavi.

    Ele acrescentou que Irã vai apresentar uma nota de protesto ao secretariado da OCI e distribuir o conteúdo da mesma entre os Estados-membros. De acordo com o diplomata, as ações da Arábia Saudita constituem um forte entrave ao trabalho da organização, escreve portal The Iranian. 

    Anteriormente, o presidente dos EUA, Donald Trump divulgou o seu plano de paz para os palestinos e israelenses, documento que inclui condições inaceitáveis para o povo palestino.

    Entre os pontos do plano está a proposta de quase 90% dos assentamentos israelenses em terras palestinas passarem a pertencer a Israel. Além disso, Jerusalém se tornaria a capital única e indivisível de Israel.

    Donald Trump prometeu 50 bilhões de dólares para viabilizar o futuro Estado palestino, que seriam disponibilizados por doadores árabes, além de um futuro acordo de livre comércio entre a Palestina e os EUA.

    Por sua vez o presidente iraniano Hassan Rouhani descreveu a recém-anunciada iniciativa de paz como o "plano mais desprezível do século".

    Plano de Trump para resolver disputas Israel-Palestina
    © Sputnik
    Plano de Trump para resolver disputas Israel-Palestina

    Mais:

    Kremlin: 'Acordo do Século' dos EUA para Israel e Palestina contradiz várias resoluções da ONU
    Abbas: Autoridade Palestina rompe todas as relações com EUA e Israel
    Tags:
    Arábia Saudita, Cisjordânia, Donald Trump, EUA, Oriente Médio, Israel, Palestina, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar