17:41 05 Abril 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    6258
    Nos siga no

    O governo do Kuwait afirmou que as declarações anunciadas antes sobre a retirada das tropas dos EUA do país foram incorretas e que a agência de notícias estatal KUNA foi hackeada.

    Na quarta-feira (8), a agência de notícias estatal do Kuwait KUNA publicou uma suposta declaração do ministro da Defesa kuwaitiano, Nasser Al-Sabah, que afirmou que os EUA informaram sobre a intenção da retirada de suas tropas da base de Arifjan em três dias.

    Logo depois, a agência eliminou a notícia do seu Twitter.

    O representante do governo do Kuwait, Tarek Muzrem, afirmou na sua página no Twitter que a conta da KUNA foi hackeada e a declaração sobre a retirada das tropas norte-americanas não está correta.

    "KUNA nega categoricamente a veracidade da publicação sobre a declaração do primeiro-ministro e o ministro da Defesa quanto à retirada das forças dos EUA do Kuwait", diz a última declaração da agência de notícias, publicada no Twitter.

    Um incidente parecido aconteceu alguns dias atrás, quando em 6 de janeiro veículos de comunicação noticiaram que as autoridades da Defesa do Iraque receberam notificação dos EUA sobre a retirada das tropas norte-americanas do país.

    A base de Arifjan é um importante posto logístico dos EUA na região.

    Mais:

    Aiatolá Khamenei diz que ataques com mísseis são 'tapa na cara dos EUA'
    Forças de Israel entram em alerta máximo depois de ataques iranianos a alvos dos EUA no Iraque
    Se EUA responderem a ataques do Irã, grande guerra será inevitável, diz senador russo
    Tags:
    Iraque, base militar, EUA, Kuwait
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar