07:40 12 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Bandeira da Arábia Saudita

    Ministério da Defesa da Arábia Saudita dá 'luz verde' para reforços militares dos EUA

    © AP Photo / Jacquelyn Martin
    Oriente Médio e África
    URL curta
    446
    Nos siga no

    O secretário de Defesa dos EUA, Mark Esper, informou anteriormente à Arábia Saudita sobre os últimos reforços que, juntamente com outras implantações e sistemas de defesa aérea somará 3.000 forças, autorizadas no mês passado.

    Uma fonte do Ministério da Defesa Saudita disse neste sábado, citada pela Agência de Imprensa Saudita (SPA), que Riad recebeu reforços adicionais para forças e equipamentos de defesa, acrescentando que os Estados Unidos está cooperando com o governo saudita para manter a segurança regional.

    O Pentágono disse que o reforço foi desencadeado pelos "recentes ataques ao Reino da Arábia Saudita", referindo-se aos ataques de drones a duas grandes usinas da Aramco em Abqaiq e Khurais em 14 de setembro.

    Os ataques resultaram na suspensão da produção de 5,7 milhões de barris de petróleo por dia por parte da Arábia Saudita, o que representa mais da metade de sua produção diária total.

    O movimento Houthi do Iêmen assumiu a responsabilidade pelos ataques contra a Arábia Saudita, enquanto os Estados Unidos atribuíram a culpa ao Irã. Teerã negou todas as reivindicações de envolvimento.

    O presidente dos EUA, Donald Trump, disse a repórteres na sexta-feira que a Riad, a seu pedido, pagaria pelo envio de tropas norte-americanas adicionais.

    Mais:

    Pentágono confirma: EUA enviarão milhares de soldados à Arábia Saudita
    Irã afirma que está aberto a conversar com a Arábia Saudita, diz chanceler
    Chanceler iraniano: Arábia Saudita não terá segurança comprando armas e confiando nos EUA
    Tags:
    armas, EUA, petróleo, Saudi Aramco, Arábia Saudita
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar