18:13 13 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Presidente da Rússia, Vladimir Putin, e seu homólogo turco, Recep Tayyip Erdogan, após a reunião que mantiveram em Istambul

    Putin espera que operação da Turquia na Síria não afete esforços comuns contra crise no país árabe

    © Sputnik / Sergei Guneev
    Oriente Médio e África
    URL curta
    10191
    Nos siga no

    O presidente da Rússia, Vladimir Putin, pediu ao seu colega turco, Recep Tayyip Erdogan, que a operação turca na Síria não prejudique o processo de paz no país.

    Os presidentes da Rússia e da Turquia conversaram por telefone nesta quarta-feira, informou o Kremlin em um comunicado oficial.

    "À luz dos planos anunciados pela Turquia de realizar uma operação militar no nordeste da Síria, Vladimir Putin solicitou aos parceiros turcos que avaliem cuidadosamente a situação de modoa a não prejudicar os esforços comuns para a resolução da crise na Síria", afirmou o comunicado do Kremlin.

    O documento acrescentou que os dois líderes "enfatizaram a importância de garantir a unidade e a integridade territorial da Síria, respeitando sua soberania".

    Além disso, Putin e Erdogan discutiram temas da agenda bilateral e concordaram em manter contato em diferentes níveis.

    Nesta quarta-feira, a Turquia anunciou o início da operação "Fonte de Paz" das Forças Armadas da Turquia, em conjunto com o Exército Livre da Síria, contra o Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) e o Daesh (grupo terrorista proibido na Rússia) no nordeste da Síria.

    Os EUA, principal aliado das milícias curdas na Síria, já deixaram claro que não apoiarão a intervenção da Turquia no país árabe.

    Mais:

    Irã adverte Turquia contra operação militar na Síria
    EUA afirmam não terem notícias de operação da Turquia na Síria
    Trump alerta Turquia para não ferir tropas dos EUA na Síria
    Surge VÍDEO de Turquia atacando forças curdas na Síria
    Tags:
    Daesh, Unidades Populares de Proteção do Curdistão (YPG), YPG, Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), Turquia, Recep Tayyip Erdogan, Vladimir Putin, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar