12:42 21 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Bandeira dos EUA tremulando na fronteira entre Iraque e Síria, em Feeshkhabour (arquivo)

    'Guerras ridículas sem fim': Trump anuncia que chegou hora dos EUA se retirarem da Síria

    © AP Photo / Khalid Mohammed
    Oriente Médio e África
    URL curta
    5533
    Nos siga no

    O presidente dos EUA, Donald Trump, comentou a situação no norte da Síria, onde a Turquia planeja criar uma zona segura para libertar o território fronteiriço das forças curdas e deslocar os refugiados sírios da Turquia.

    Os militares norte-americanos teriam evacuado vários postos avançados da região antes de uma ofensiva turca contra as Forças Democráticas Sírias (SDF), lideradas pelos curdos, anteriormente anunciada por Ancara.

    Segundo Trump, os militares norte-americanos só devem lutar onde for de interesse do país, "e só lutar para vencer".

    ​Os Estados Unidos deveriam ter ficado na Síria durante 30 dias, e isso foi há muitos anos. Ficamos e entramos cada vez mais e mais profundamente em uma batalha sem qualquer objetivo à vista. Quando cheguei a Washington, o Daesh estava funcionando de forma desenfreada na região. Nós rapidamente derrotamos 100% do califado do Daesh

    ​[Eu aguentei esta luta por] quase 3 anos, mas é hora de sairmos dessas guerras ridículas sem fim, muitas delas tribais, e trazer nossos soldados para casa. Lutaremos onde for para nosso benefício, e apenas lutaremos para vencer. Turquia, Europa, Síria, Irã, Iraque, Rússia e curdos terão agora de...

    O líder americano enfatizou que os EUA destruíram o Daesh (grupo terrorista proibido na Rússia e em vários outros países) na região, acrescentando que seu país não deveria ter se envolvido tanto em conflitos locais.

    Zona de segurança

    A declaração de Trump surge no momento em que a Turquia se prepara para retirar os militantes liderados pelos curdos dos territórios sírios a leste do Eufrates.

    Os dois aliados da OTAN negociaram previamente a possibilidade de criar uma zona segura no nordeste da Síria, mas que em setembro a Turquia acusou Washington de atrasar o processo e advertiu que estabeleceria uma "zona tampão" sem a ajuda dos EUA, se necessário.

    Ao abordar a decisão, Damasco declarou que ambos os Estados são ocupantes, uma vez que as suas forças foram enviadas para o país ilegalmente, sem qualquer autorização.

    Patrulha dos EUA na, Síria
    © AP Photo / Arab 24 network
    Patrulha dos EUA na Síria

    Turquia tenta afastar os militantes da SDF da sua fronteira já há muitos anos, uma vez que o seu governo considera que as Unidades de Proteção Popular (YPG) curdas, que lideram o grupo, fazem parte do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), que Ancara classifica como organização terrorista.

    Mais:

    EUA começam a retirar tropas da zona fronteiriça turco-síria, afirma Erdogan
    Ação turca na Síria pode levar os EUA a retirar tropas do país, afirma jornal
    EUA não apoiarão operação da Turquia no norte da Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar