21:04 08 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Sistemas de defesa antimíssil S-400 russos na Crimeia

    EUA não devem impor sanções à Turquia por compra dos S-400 russos, diz oficial turco

    © Sputnik / Sergei Malgavko
    Oriente Médio e África
    URL curta
    322
    Nos siga no

    O presidente dos EUA, Donald Trump, tornou-se mais compreensivo sobre o porquê da Turquia ter comprado um sistema de defesa antimísseis russo e ele não deve impor sanções dos EUA a Ancara por causa da questão, disse uma importante autoridade turca nesta quarta-feira.

    "Minha expectativa é que [as sanções] não sejam implementadas", declarou a autoridade a repórteres em Washington, acrescentando que Trump cresceu para simpatizar mais com a posição de Ancara. "Ele entendeu toda a história por trás de como chegamos à compra dos S-400".

    Ancara e Washington estão em desacordo com a compra do sistema S-400 pela Turquia, que os Estados Unidos dizem ser incompatível com as defesas da OTAN e representa uma ameaça ao avião de caça "furtivo" F-35 da Lockheed Martin Corp que a Turquia também planejava comprar e em que tinha sido um parceiro de produção.

    A Turquia diz que está enfrentando várias ameaças da Síria e precisa urgentemente de um sistema de defesa abrangente.
    Os Estados Unidos expulsaram Ancara do programa F-35 por causa da compra do sistema russo de defesa aérea, cujas partes começaram a chegar à Turquia em julho, mas até agora ficou aquém da imposição de sanções contra Ancara, apesar de ameaçar há meses.

    A Casa Branca não respondeu imediatamente a um pedido de comentário.

    O presidente dos EUA, Donald Trump, conversa com o presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, na chegada entrada da Ala Oeste da Casa Branca, em Washington, EUA, em 16 de maio de 2017.
    © REUTERS / Joshua Roberts
    O presidente dos EUA, Donald Trump, conversa com o presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, na chegada entrada da Ala Oeste da Casa Branca, em Washington, EUA, em 16 de maio de 2017.

    Idas e vindas

    Em uma reunião bilateral em junho em Osaka com o presidente turco Recep Tayyip Erdogan, Trump afirmou que a Turquia foi tratada injustamente com sua decisão de comprar os S-400 e atribuiu a "bagunça" à administração do ex-presidente Barack Obama. Mas ele não descartou sanções.

    Na semana passada, o secretário do Tesouro dos EUA, Steven Mnuchin, disse que o governo Trump estava considerando a imposição de sanções relacionadas à compra dos S-400 pela Turquia, mas que nenhuma decisão foi tomada.

    Erdogan afirmou em entrevista à Agência Reuters na semana passada que discutiria a compra de mísseis Patriot dos EUA com Trump na reunião da Assembleia Geral da ONU na próxima semana, dizendo que seu vínculo pessoal com o líder dos EUA poderia superar a crise de meses entre dois aliados da OTAN.

    A principal autoridade turca disse que qualquer imposição de sanções também contradiz um acordo recente entre Ancara e Washington para aumentar o comércio para US$ 100 bilhões após a visita do secretário de Comércio dos EUA, Wilbur Ross, à Turquia no início deste mês.

    "Você se compromete assim e depois fala sobre a implementação de sanções, que é uma grande contradição por si só", concluiu.

    Mais:

    Caça russo Su-35S aterrissa pela 1ª na Turquia (FOTOS, VÍDEO)
    Rússia completa 2ª fase da entrega de componentes dos S-400 à Turquia
    Rússia, Turquia e Irã acusam Israel de desestabilizar região com ataques
    Tags:
    Recep Tayyip Erdogan, Donald Trump, Patriot, s-400, sanções, relações bilaterais, segurança, defesa, F-35, OTAN, Turquia, Rússia, Estados Unidos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar