19:02 12 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Foguete iraniano que supostamente levou ao espaço um macaco (imagem referencial)

    Foguete iraniano teria explodido durante lançamento de satélite (FOTO)

    © AP Photo / ISNA
    Oriente Médio e África
    URL curta
    9918
    Nos siga no

    Imagem de satélite mostra suposta base de lançamento de foguetes envolta em fumaça. Fonte iraniana diz que foguete explodiu no local.

    No dia 13 deste mês, o ministro das Comunicações e Tecnologias de Informação do Irã, Mohammad Javad Azari Jahromi, disse que seu país se preparava para lançar o satélite de telecomunicações Nahid-1.

    "É um satélite de telecomunicação de fabricação nacional e pode permanecer no espaço durante 2,5 meses a 250 km da Terra", publicou a fala do ministro a agência iraniana Mehr.

    Ontem, (29), um foguete teria explodido no Centro Espacial Imã Khomeini no Irã. O foguete estaria carregando um satélite. A explosão foi aparentemente provocada por uma falha técnica durante o lançamento, informou a Reuters citando uma fonte iraniana que não quis se identificar.

    Suposta falha durante lançamento de foguete iraniano com satélite a bordo, em 29 de agosto de 2019
    © REUTERS / Maxar Technologies/Handout
    Suposta falha durante lançamento de foguete iraniano com satélite a bordo, em 29 de agosto de 2019

    Além da fonte iraniana, a agência informou que uma fonte dos Estados Unidos confirmou o incidente.

    Pressão dos EUA

    Os lançamentos de foguetes e mísseis pelo Irã são mal vistos pelos Estados Unidos e alguns de seus aliados. Washington acusa o país de desenvolver foguetes que podem ser usados como mísseis para armas nucleares. Por sua vez, Teerã nega as acusações.

    Além do programa de mísseis, o país tem vindo a desenvolver tecnologias nucleares, o que fomenta ainda mais as acusações de Washington.

    Para solucionar a tensão entre Washington e Teerã, em 2015 os dois países, junto com alguns Estados europeus mais a China e a Rússia, assinaram um acordo nuclear que definia regras para o enriquecimento de urânio pelo Irã. No entanto, em 2018 os Estados Unidos saíram do acordo, alegando que o Irã possuía intenções de produzir armas nucleares. Além disso, Washington reintroduziu as anteriores sanções contra o país. 

    Mais:

    Irã apresenta modelo de novíssimo míssil de cruzeiro no salão internacional aeroespacial (FOTO)
    EUA impõem novas sanções contra Irã por supostas redes de distribuição de mísseis
    Irã testa com êxito míssil balístico, informa mídia
    Tags:
    programa nuclear, foguete, programa espacial, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar