05:02 22 Julho 2019
Ouvir Rádio
    Bandeira síria no campo de refugiados palestiniano libertado de Yarmouk, no sul de Damasco, Síria (foto de arquivo)

    Senador americano indica maneira para acabar rapidamente com guerra na Síria

    © Sputnik / Mikhail Voskresenskiy
    Oriente Médio e África
    URL curta
    14241

    O senador Richard Black, do estado americano da Virgínia, disse que a guerra na Síria poderia acabar muito rapidamente se os EUA retirassem suas tropas.

    "Se nós [EUA] tivéssemos ido embora, acho que a guerra teria terminado muito rapidamente e a Síria teria sido reunificada e estabilizada, e o povo [sírio] teria sido capaz de realmente começar a se reconstruir", afirmou.

    Black declarou que Damasco poderia ter terminado a guerra se Washington e seus aliados não tivessem intervindo e construído bases no nordeste da Síria e em Al-Tanfa, no sul do país.

    O senador norte-americano criticou as negociações propostas para rever a Constituição síria, sublinhando que ela garante a liberdade de religião, os direitos das mulheres e o Estado de direito. Além disso, ele também elogiou o papel do ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, nas negociações sobre a Síria, chamando-o de "homem sofisticado".

    Em dezembro de 2018, o presidente dos EUA Donald Trump anunciou a retirada das tropas da Síria, cujo número total foi estimado em dois mil homens, anunciando posteriormente que cerca de 400 militares americanos ficariam no país, sendo que no final de 2017 já havia sido anunciado que o grupo terrorista Daesh (organização terrorista proibida na Rússia e em vários países) tinha sido derrotado.

    Os EUA e seus aliados conduzem desde 2014 uma operação na Síria, sem o consentimento das autoridades oficiais do país, contra os grupos terroristas que operam em território sírio.

    Mais:

    Mídia: exército governamental liberta 4 povoados dos terroristas na Síria
    Em meio a ataques à Síria, Netanyahu adverte que Irã será 'ainda mais atingido'
    EUA violam acordo com a Rússia ao se aproximarem de base aérea na Síria
    Tags:
    EUA, Síria, guerra, Richard Black
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar