03:34 20 Maio 2019
Ouvir Rádio
    Caça da Força Aérea de Israel (arquivo)

    Israel diz que vai 'eliminar ameaça' se Síria usar S-300 russos contra seus jatos

    © Sputnik / Serviço de imprensa da Força Aérea de Israel
    Oriente Médio e África
    URL curta
    1947

    De acordo com o comandante das Forças de Defesa de Israel (IDF), seus militares não vão hesitar em destruir mísseis russos S-300 se a Síria usá-los contra caças israelenses.

    Ao falar sobre o efeito que os sistemas russos S-300 podem ter sobre a "liberdade de Israel", o chefe do Comando do Norte das IDF, General Yoel Strick, afirmou a Ynet News que se os complexos forem usados contra jatos israelenses, as forças do país "eliminarão a ameaça".

    "Iremos implantar os sistemas de armas avançados na área, e Israel possui uma Força Aérea excelente. Não vou detalhar nossas opções, mas se os sírios usarem os S-300 russos contra nossos aviões, nós os derrubaremos, o que será visto como um passo legítimo de nossa parte", afirmou o militar de alto escalão.

    Ao mesmo tempo, ele alterou que se "nossa liberdade de movimento estiver em perigo, vamos eliminar a ameaça. Sabemos como fazê-lo".

    Míssil balístico hipersônico Rampage sendo lançado de avião de combate F-16 (imagem de arquivo)
    © Foto : Indústrias Aeroespaciais de Israel/ Indústrias Militares de Israel
    Além do mais, o comandante sublinhou que Israel vencerá qualquer conflito contra inimigos do Norte, supondo que o movimento libanês Hezbollah continua conspirando para penetrar no norte de Israel, mas as forças israelenses vão frustrar esses planos.

    Comentando a Operação Israelense Northern Shield (Escudo do Norte) para destruir os "túneis de ataque" do Hezbollah que prosseguem do Líbano para Israel, o militar afirmou que não dá para dar certeza que os túneis não serão reconstruídos.

    O general das IDF afirmou que seria errado separar o Hezbollah do resto do Líbano, pois é um "ator político e parte do governo".

    Portanto, continuou, seria sensato declarar guerra ao Líbano e mostrar o preço que terá que pagar em caso de ataque do Hezbollah contra Israel.

    Os militares russos entregaram S-300 à Síria após um incidente no qual a defesa antiaérea síria abateu acidentalmente um avião militar Il-20 russo com 15 militares a bordo sobre a província de Latakia enquanto tentavam repelir um ataque aéreo israelense.

    Na esteira do incidente, Moscou acusou as IDF de usar deliberadamente a aeronave russa como escudo durante o ataque a alvos na Síria. Tel Aviv rejeitou as acusações, alegando que havia avisado Moscou sobre o ataque aéreo na área com antecedência.

    Mais:

    Exército de Israel intercepta míssil lançado pelo Hamas, diz IDF
    Israel estaria treinando soldados para melhorarem imagem do país no exterior
    Netanyahu sobre julgar Exército de Israel por crimes de guerra: 'É absurdo'
    Israel viola espaço aéreo e marítimo do Líbano
    Defesa antiaérea síria intercepta mísseis que teriam sido lançados por Israel (VÍDEOS)
    Tags:
    caças, mísseis, defesa antiaérea, ataque, S-300, Hezbollah, IDF, Síria, Líbano, Israel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar