22:08 22 Julho 2019
Ouvir Rádio
    Exército de Israel (imagem de arquivo)

    Netanyahu diz que forças israelenses são 'único exército que luta contra iranianos'

    © flickr.com/ Israel Defense Forces
    Oriente Médio e África
    URL curta
    6011

    O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, gabou-se durante conferência do sucesso de Israel em combater a "ameaça iraniana" ao atacar o Hezbollah, contendo ameaças terroristas em todo o mundo e impedindo o acesso de armas a Teerã.

    Durante conferência na quarta-feira (19), o premiê israelense debateu abertamente a ameaça iminente que o Irã supostamente representa para a existência do Estado judeu, elogiando as Forças de Defesa de Israel (IDF).

    "As IDF são o único exército que luta contra os iranianos no mundo e, até agora, tivemos um sucesso significativo", disse.

    Apesar das Forças Armadas de Israel não estarem envolvidas em nenhum confronto direto com o Irã, os ataques à Síria foram constantes pelo pretexto de estarem atacando milícias pró-iranianas e tropas iranianas.

    "Estamos lutando contra as ramificações do Irã e seu desdobramento pelo Hezbollah. Estamos expondo seus túneis e sistematicamente os privando de todos os túneis, assim como estamos fazendo com o Hamas no sul por vários meios", disse o primeiro-ministro.

    Segundo Netanyahu, as IDF ajudaram a evitar 40 ataques terroristas ligados ao Irã em todo o mundo, incluindo vários na Europa, e impediram o acesso do Irã a mísseis de precisão.

    "Por isso que o mundo inteiro está vindo até nós", concluiu o primeiro-ministro israelense.

    No decorrer dos últimos anos, Netanyahu acusou repetidamente a República Islâmica de desenvolver armamento nuclear, violando, assim, o acordo de armas de 2015.

    Embora o Estado judeu não faça parte de nenhum tratado de não proliferação nuclear, várias estimativas apontam que seu arsenal nuclear possui entre 80 e 400 ogivas.

    Em maio, quando questionado pelo jornalista Chris Cuomo da CNN sobre a existência de um programa nuclear israelense, o premiê se esquivou da pergunta. Enquanto que em setembro, o ministro das Relações Exteriores iraniano, Mohammad Javad Zarif, acusou Israel de executar um programa "secreto" de armas nucleares e pediu a Netanyahu que abra o país para inspetores, assim como era exigido do Irã.

    Mais:

    Filho de Netanyahu sugere que todos os muçulmanos deveriam deixar Israel
    Netanyahu promete novos assentamentos na Cisjordânia em resposta a morte de soldados
    Netanyahu: Omã autoriza Israel a operar voos em espaço aéreo nacional
    Netanyahu persuadiu Trump no caso Kashoggi, diz mídia de Israel
    Tags:
    ataques terroristas, ameaça terrorista, iranianos, Hezbollah, Forças Armadas de Israel, IDF, Mohammad Javad Zarif, Benjamin Netanyahu, Irã, Israel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar