Israel desenvolve 'mísseis ofensivos' que podem atingir 'qualquer lugar', diz Netanyahu

© AP Photo / Gali TibbonPrimeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu
Primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, disse que o país está desenvolvendo "mísseis ofensivos" capazes de atingir qualquer lugar do Oriente Médio. Além disso, Tel Aviv está trabalhando para lançar "microssatélites" no espaço.

Netanyahu fez um discurso sobre o avanço do país nas tecnologias militar e aeroespacial na segunda-feira, enquanto visitava as Indústrias Aeroespaciais Israelenses (IAI). A empresa está desenvolvendo ativamente mísseis "ofensivos", declarou, assim como armas "com capacidades especiais que nenhum outro país possui".

Os mísseis "podem chegar a qualquer ponto da área e a qualquer alvo. Este é o poder ofensivo de Israel, que é muito importante para nós em todos os setores", afirmou.

In this Jan. 22, 2013 file photo, Israeli Prime Minister Benjamin Netanyahu, center, prays with his sons Yair, background, and Avner, right, at the Western Wall, the holiest site where Jews can pray, in Jerusalem's Old City. - Sputnik Brasil
Filho de Netanyahu sugere que todos os muçulmanos deveriam deixar Israel

Além disso, o país busca expandir sua presença no espaço através do lançamento de "microssatélites", revelou Netanyahu, enquanto segurava uma maquete de tal dispositivo. "O espaço é uma enorme esfera que o Estado de Israel está entrando", adiantou.

A declaração do primeiro-ministro israelense é a de que a situação em toda a região do Oriente Médio continua tensa. No ano passado, Israel atacou repetidamente a vizinha Síria, citando a suposta presença de milícias pró-Irã e tropas iranianas no país. A Síria, por sua vez, tem repetidamente denunciado tais ataques como uma agressão aberta contra o país.

Um desses ataques resultou na queda acidental de um avião de vigilância russo e na perda de sua tripulação. Moscou atribuiu a culpa pelo incidente em Israel e seus esforços militares no país vizinho. Desde então, a Rússia forneceu ao governo sírio os modernos sistemas antiaéreos S-300.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала