14:22 11 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Trump se reúne com apoiadores na Pensilvânia.

    Trump chama Arábia Saudita de 'grande aliado' apesar do relatório da CIA

    © Sputnik/ Katelyn Oaks
    Oriente Médio e África
    URL curta
    1305

    Donald Trump optou por não especular sobre o papel desempenhado pelo príncipe-herdeiro saudita no caso Khashoggi. O presidente dos EUA afirmou que precisa conversar com os funcionários da inteligência antes.

    Segundo o jornal Washington Posto, a Agência Central de Inteligência (CIA) revelou em um relatório que o príncipe saudita teria ordenado o assassinato do jornalista Jamal Khashoggi. Apesar disso, o presidente dos EUA, Donald Trump, elogiou Riad e lembrou que Arábia Saudita é "um grande aliado" dos Estados Unidos que oferece "muitos empregos e 00muitos de negócios e desenvolvimento econômico ".

    "Eles têm sido um aliado verdadeiramente espetacular em termos de empregos e desenvolvimento econômico", disse Trump, citado pelo site Politico.

    Comentando sobre os últimos desenvolvimentos no caso Khashoggi, o presidente dos EUA, Donald Trump, disse que não havia sido informado pela CIA sobre o assunto, e que ele pretende discutir o tema com os oficiais de inteligência e o Secretário de Estado, Mike Pompeo.

    O presidente também pareceu relutante em especular sobre as alegações de que o príncipe da Arábia Saudita, Mohammed bin Salman, estaria envolvido nesta questão.

    Um porta-voz da embaixada saudita em Washington, por outro lado, considerou as conclusões da CIA como "falsas".

    Mais:

    EUA anunciam 17 sanções contra Arábia Saudita em razão do assassinato de jornalista
    EUA sempre fizeram vista grossa para a Arábia Saudita, afirma ex-agente da CIA
    Como Arábia Saudita teria arquitetado assassinato de inimigos iranianos? Mídia dá detalhes
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik