11:27 19 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Empresária sul-coreana falando ao telefone em frente à tenda da empresa francesa de óleo e gás Total, durante uma feira internacional de negócios no Irã (foto de arquivo)

    Veja lista de empresas europeias que ainda operam no Irã apesar das sanções dos EUA

    © AFP 2018 / BEHROUZ MEHRI
    Oriente Médio e África
    URL curta
    2151

    Apesar de o presidente Donald Trump ter anunciado saída dos EUA do Plano de Ação Global Conjunto (JCPOA), também conhecido como acordo nuclear iraniano, seus aliados europeus não estão com vontade de seguir seu exemplo, pelo contrário, estão reafirmando compromisso com o acordo.

    A decisão de Washington de abandonar o acordo não afeta os negócios dos EUA, mas a introdução de "sanções secundárias" contra Teerã prejudicaria as gigantes europeias que operam em solo iraniano.

    Em resposta à medida norte-americana, o presidente da Comissão Europeia Jean-Claude Juncker afirmou que a aliança de 28 membros alterará seu Estatuto de Bloqueio, um documento que proíbe empresas da União Europeia de cumprirem restrições impostas pelos Estados Unidos, dando prioridade e protegendo, assim, seus negócios.

    Enquanto algumas companhias optaram por abandonar o mercado iraniano para cumprir as restrições dos EUA e não enfrentar sanções, outras ainda não decidiram o que fazer, esperando talvez que a União Europeia encontre um meio de contornar limitações de Washington.

    A lista a seguir inclui várias empresas europeias que estão operando no Irã apesar das sanções norte-americanas:

    • França (38): Accor; ADP; ADYA FOILS; Airbus (construtora de aviões pode deixar o Irã muito em breve); Alliance Export; ALSTOM; Auto Chassis International Pars; Avicenne Gerontologic; Balmoral Intl SAS; Bel Rouzaneh Dairy; Boeing France (construtora de aviões pode deixar o Irã muito em breve); Bureau Veritas; CBE Group; CGG; Cohen Amir-Aslani; Danone; Eiger International; Engie; Faurecia Azin Pars Seating; Gaz de France (GDF SUEZ); GEA; Golden Group; Hyper Market Maf Pars; Intertek International Limited (SAI); Negotium Partners; Nexans Co.; PSA Group; Renault; RGG Capital; Schneider Electric Co. (Telemecanique Iran); SNCF; Suez Environnement; Thales; Total (gigante de petróleo e gás está abandonando o Irã); Vecteur Cast; Vinci Technologies; Vision France Consulting; Well Services of Iran (WSI — Schlumberger Methods).
    • Alemanha (35): AIOTEC GmbH; Alldos Eichler GmbH; Allianz (fornecedor internacional de serviços financeiros que está saindo do Irã); Bada AG; Bayer Parsian AG; BASF Iran (PJS) Co.; BASF's Wintershall; Butting GmbH (CamalAmiran Co.); COMMERZBANK; Eisenmann Co.; Eltherm GmbH; Evonik Iran; Ferrostaal; Germanischer Lloyd (GL); HERRENKNECHT; ILF Consulting Engineers Pars (PJSC); KOBOLD Messring GmbH Iran; KROHNE Iran; KSB Aktiengesellschaft; Linde Co.; Minimax GmbH & Co. KG, Iran Branch Office; Minova CarboTech Iran Branch; Nivea; PM Piping (Project Materials Group); Regalbuto Steel GmbH; Rieckermann GmbH (Iran Liaison Office); Salzgitter Mannesmann International Tehran; Siemens Co. (gigante de tecnologia está abandonando o mercado iraniano para cumprir regulamentações dos EUA); TGE Gas Engineering GmbH; TUV NORD Iran (RWTUV Iran); Uhde GmbH Iran Branch; Volkswagen; WIKA Instrumentation Pars Kish Ltd.; Wintershall Iran Holding GmbH.
    • Itália (21): AGIP; AlItalia; Ansaldo Energia SpA; CONDOTTE D'ACQUA; Danieli Cina (fabricante de aço concluiu o trabalho no Irã); Edison International; Enel; Eni (companhia de energia está deixando o Irã); Ferrovie dello Stato; Fiat-Chrysler; FINCANTIERI; Fincantieri SpA; GEOLOG International BV — Iran; ITINERA; Kinetics Technology (KT); Saipem; Seli; SSE SpA Iran Branch; Tecnimont SpA; Tectubi Raccordi S.p.A.; TELECOMA ITALIA GROUP.
    • Reino Unido (16): Atlantic International Operation Limited; BG — British Gas Iran; BHP Billiton; BP Iran Ltd.; Cameron Integrated Services (South Well Drilling Engineering Co., SWDEC); Daimler; Energy Deployment Co. Ltd. (EDC); Euroinvest; Flowstream International Ltd.; KBC Iran Office; Lloyd's Register Group Ltd; Lloyd's of London (mercado de seguros pode parar de cooperar com o Irã a curto prazo); Pergas International Consortium; Royal Dutch Shell; UK P&I (associação mútua de garantias de navios a vapor pode abandonar Irã em breve); Welding Alloys Group (Aliaj Joosh Iran).
    • Suíça (8): ABB (PJSC); BUCHER; Burckhardt Compression Tehran SSK; MSC BASEL (gigante de cruzeiros pode em breve terminar cooperação com o Irã); SGS Iran Limited; Sulzer Co.; Weatherford; ZURICH INSURANCE.
    • Espanha (7): Esproenko Pars; JC Valves; Sercobe Co.; Star Petroleum Middle East; TAIM WESER Iran Office; Tubacex Service Solutions Pars (TSS Iran); Tubos Reunidos Group.
    • Dinamarca (6): Ecco; Haldor Topsoe; LEO Pharma; Maersk (empresa de transporte de contêineres está deixando o Irã); Novo Nordisk; Welltec Oilfield Services Iran (Touse Mohandesi Fanavari Chah Mayadin).
    • Noruega (6): Barwil; Fugro-Geoteam AS; Hydro; ROXAR Norway; Saga Energy (empresa de energia está saindo do Irã); SPT Group Norway.
    • República Tcheca (6): Bresson Energy; Energo-Pro; Moravia Steel; Ostroj; Solek Holding; SOR Libchavy.
    • Holanda (5): AkzoNobel; BAF Valves Pars; ENI Iran B.V.; Royal Dutch Shell; Zagroz Equipment Engineering Co.
    • Suécia (4): Alfa Laval Iran Co. Ltd.; Atlas Copco Iran; Camfil Farr Co.; NYNAS.
    • Áustria (2): Christof Industries — Geety Sanaat Mayestan Co. (GSM); Oberbank; O.M.V.
    • Finlândia (2): Metso Iran (Garno Group); Styrochem of Finland.
    • Macedônia (1): ABE Power Co.
    • Polônia (1): PGNiG (companhia nacional de petróleo suspendeu um projeto no Irã).
    • Romênia (1): Robust Star Group.
    • Chipre (1): Sezzol Group.

    Mais:

    Líder do Irã pede que ONU investigue violações aos direitos humanos cometidas pelos EUA
    EUA e Europa estão longe de consenso sobre acordo nuclear com o Irã
    Tags:
    negócios, restrições, acordo nuclear, sanções, União Europeia, Irã, Europa, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik