05:36 27 Fevereiro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    Conflito em Afrin (30)
    0 0 0
    Nos siga no

    O porta-voz do presidente turco, Ibrahim Kalin, afirmou que as declarações sobre a entrada das tropas governamentais sírias em Afrin são "propaganda negra".

    Antes, algumas mídias comunicaram que, na sequência de um acordo entre o exército sírio e as Unidades de Proteção Popular curdas (YPG), as tropas governamentais iriam ocupar uma série de posições na fronteira com a Turquia e na própria cidade de Afrin nos dois dias seguintes. A agência de notícias SANA comunicou ontem, segunda-feira (19), que os combatentes das Forças Democráticas da Síria poderiam entrar em Afrin nas próximas horas.

    O vice-premiê turco, Bekir Bozdag, disse que a Turquia por enquanto não tem confirmações oficiais de que as forças governamentais sírias possam entrar em Afrin. Estes dados, de acordo com Ancara, não correspondem à realidade.

    "É perfeitamente claro que as informações sobre o acordo entre o regime e as YPG são propaganda negra. Contudo, isso não significa que lá não se faça uma negociação secreta e suja", citou na terça-feira (20) o jornal Hurriyet o porta-voz do presidente turco Recep Tayyip Erdogan.

    Ele acrescentou que a operação Ramo de Oliveira vai continuar.

    Tema:
    Conflito em Afrin (30)

    Mais:

    Entrada de tropas sírias em Afrin causará uma catástrofe, diz vice-ministro turco
    Fonte: exército turco começa bombardeio de artilharia em grande escala de Afrin
    Curdos sírios desmentem informação sobre entrada do exército sírio em Afrin
    Tags:
    propaganda, exército, militar, operação, Operação Ramo de Oliveira, Bekir Bozdag, Recep Tayyip Erdogan, Turquia, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar